02:50 15 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Sistemas russos de defesa antiaérea S-400

    Por que S-400 russos são cobiçados por muitos e causam tanto pânico nos inimigos?

    © Sputnik / Sergey Malgavko
    Defesa
    URL curta
    5301

    Os sistemas russos S-400 estão causando muitos debates atualmente e insatisfação por parte dos americanos que estão impondo sanções econômicas em países interessados em adquirir os sistemas russos, como é o caso da Índia e China, entretanto, existem outras potências interessadas nos sistemas russos.

    Para entender o motivo que faz com que o S-400 seja tão especulado e como o sistema S-300 está envolvido será preciso observar alguns fatores durante a trajetória dos sistemas russos, segundo artigo publicado por Charlie Gao na revista The National Interest.

    Os sistemas S-300 foram desenvolvidos no período soviético paralelamente ao desenvolvimento dos mísseis americanos SAM Patriot e em 1981 foi adotada a primeira versão do S-300, o S-300PT. O sistema podia ser transportado, porém não era uma das melhores soluções.

    O sistema não possuía uma boa efetividade por ser lento, precisando de mais de uma hora para tornar o sistema operacional, sendo algo rapidamente notado pela União Soviética, que iniciou trabalhos para elevar a efetividade de seu sistema.

    O S-300PT original utilizava o míssil 5V55 que tinha um alcance de aproximadamente 75 km, entretanto, após a modificação, os sistemas foram montados em caminhões mais leves, além de receberem equipamentos de apoio, sistema de controle de disparo, radar, entre outros aperfeiçoamentos. Essa modificação, conhecida como S-300PS passou a utilizar mísseis 5V55R que tinham um alcance aproximado de 90 km.

    Mais adiante, surgiu a versão S-300V, desenvolvida especialmente para combater mísseis táticos e ameaças aéreas. Além disso, a principal característica do sistema se deve ao fato dele possuir duas versões TEL (transportador, elevador e lançador), um deles contendo quatro mísseis 9M83 de curta distância, alcançando 75 km e outro com dois mísseis 9M82 de longo alcance, alcançando 100 km.

    O surgimento do sistema S-400, anteriormente chamado S-300PMU-3, em referência à terceira modernização da versão do S-300, foi mostrado pela primeira vez durante o salão aeroespacial MAKS 2007.

    Vale destacar que o avanço tecnológico do míssil e do radar fez com que o sistema se tornasse duas vezes mais avançado, pois os novos radares utilizados no S-400 são capazes de detectar quase todos os alvos aéreos. Além disso, ele é capaz de utilizar quatro diferentes tipos de mísseis, com pesos e capacidades diferentes, além da possibilidade de utilizar os mísseis das outras versões do S-300, tonando o S-400 em um sistema flexível.

    Mas esse não é o único fator que de influência, já que os mísseis dos S-400 podem atingir um alcance aproximado de 240 km contra seus alvos aéreos, além dos novos mísseis 40N6, que terão um alcance de 400 km.

    Por qual motivo esse sistema é tão temido pelas forças aéreas? Isso é simples, os S-300 que já eram temidos, passaram anos sendo aprimorados, recebendo diversas tecnologias, elevando capacidade e se tornando um dos principais sistemas de defesa antiaérea do mundo.

    Em se tratando do S-400, é um sistema derivado do sistema S-300, que recebeu novas tecnologias, além de ser flexível e possuir uma grande variedade de mísseis, sendo mais avançado do que qualquer outro sistema de defesa antiaérea. Trata-se de uma ameaça mortal para qualquer força que pense em desafiá-lo.

    Mais:

    Interesses nacionais são mais importantes para Índia na compra de S-400, diz analista
    O que torna S-400 russos tão populares no mercado internacional? Especialista responde
    Resposta aos S-400 na Índia? Paquistão considera compra de drones chineses
    Tags:
    sistema de defesa, sistema de defesa antiaérea, sistema antimísseis, sistema antiaéreo, S-300, S-400 Triumph, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik