09:09 14 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Nova base russa Trifólio Ártico

    Senador: Rússia nunca permitirá domínio da OTAN no Ártico

    © Foto : Ministério da Defesa da Rússia
    Defesa
    URL curta
    7421

    A grande atenção que a Rússia presta aos exercícios dos países da OTAN no Ártico é natural, já que Moscou não tem intenção de permitir o domínio da Aliança na região, declarou o senador russo Frants Klintsevich.

    Anteriormente, o comandante dos fuzileiros navais da Marinha holandesa, Jeff Mac Mootry havia declarado que os navios de guerra e aviões russos tentam provocar as forças britânicas e holandesas no decurso das manobras da OTAN no Ártico.

    De acordo com o general, o número de navios de guerra russos tem aumentado significativamente em comparação com as décadas passadas. Para além disso, afirmou, os aviões russos começaram a voar demasiado perto dos navios da OTAN. Ele chamou tais ações de "provocações".

    "Sendo uma potência ártica, a Rússia tem os seus interesses estratégicos na região, que ela vai defender com toda a firmeza, rigorosamente de acordo com o direito internacional. Por isso, é bem clara e natural a nossa atenção em relação aos exercícios da Aliança no Ártico. Que ninguém duvide: a Rússia nunca permitirá o domínio da OTAN na região", disse Klintsevich citado pelo seu serviço de imprensa.

    Segundo o senador russo, a afirmação do general holandês não está ligada de modo nenhum à garantia de segurança no Ártico. "É mais uma tentativa de demonizar a Rússia. Posso apenas lamentar que até os militares regulares ocidentais tenham começado a dedicar-se à politiquice", acrescentou Frants Klintsevich.

    Mais:

    General holandês: Rússia provoca tropas que participam de manobras da OTAN no Ártico
    'Cemitério de aviões soviéticos': OTAN constrói 1ª base nos Bálcãs ocidentais
    Força Aérea da OTAN levantou voo 2 vezes em uma semana para escoltar aviões russos
    'Atlântico pode ficar calmo, ninguém o ameaça', diz deputado sobre afirmações da OTAN
    Tags:
    domínio, potência, provocação, navios de guerra, OTAN, Frants Klintsevich, Ártico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik