13:38 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Soldada norueguesa em cima do veículo de combate CV90

    Noruegueses estão à espera de destruição com início de grandiosos exercícios da OTAN

    © AFP 2018 / Kyrre Lien
    Defesa
    URL curta
    5319

    Durante exercícios anteriores da mesma grandiosidade, fazendeiros noruegueses sofreram consequências dos tanques da OTAN estimadas em dezenas de milhares de coroas norueguesas.

    As Forças Armadas norueguesas advertiram sobre danos colaterais durante futuros exercícios da OTAN Trident Juncture, que entrarão para a história norueguesa como sendo uns dos maiores, comunicou emissora nacional NRK. Desde gado a veículos — tudo pode ser afetado.

    De acordo com o jornal militar Forsvarets forum, prejuízos são esperados nas seguintes esferas: terras agrícolas, florestas, estradas, instalações de energia e telecomunicações, automóveis e animais (incluindo galinhas que podem morrer devido ao alto nível de vibração ou animais maiores que podem ficar estressados por causa dos ruídos).

    "É difícil imaginar que isso não acontecerá. Em particular, nós estamos preocupados porque nesse tempo do ano a terra ainda não está congelada. Além disso, muitos países vão participar então pode faltar comunicação", declara um agricultor da província norueguesa Hedmark.

    Na última vez que Noruega sediou exercícios da OTAN, fazendeiros noruegueses se queixaram de danos e de destruições provocados por tanques da Aliança Atlântica.

    Em 2014, o agricultor Lars Bryhni sofreu grande prejuízo com o pisoteio dos tanques apesar de um acordo ter sido assinado para que suas terras não fossem usadas nas manobras. Como recompensa, ele recebeu 75.000 coroas norueguesas (R$ 36.200), conseguindo pagar somente metade dos danos sofridos.

    "Foi muito importante para que recebêssemos experiência de como lidar com resolução de litígios", disse a responsável ambiental das Forças Armadas norueguesas Marianne Bo. Segundo ela, as Forças Armadas têm trabalhado para minimizar danos colaterais desde 2016 e têm informado todos os participantes onde eles podem ou não se mover.

    "Trata-se do sustento destas pessoas. Nós temos imposto restrições para evitar uso de terras agrícolas o máximo possível. Mas os Trident Juncture serão grandes exercícios e nós não podemos evitar isso completamente", acrescentou Marianne Bo.

    Vale destacar que as Forças Armadas norueguesas criaram uma linha direta para que pessoas apresentem queixas e pedidos de reembolso.

    Os exercícios Trident Juncture da OTAN ocorrerão de 25 de outubro a 7 de novembro nas regiões de Trondelag, more og Romsdal, Oppland e Hedmark, afetando também regiões de Ostfold, Akershus e Nordland. Eles entrarão na lista dos maiores exercícios na Noruega das últimas décadas com participação de 40.000 soldados de 30 países, bem como de 70 navios e 130 aeronaves.

    Mais:

    2 bombardeiros russos Tu-160 realizam exercícios no Mediterrâneo
    EUA vão monitorar os exercícios militares da Rússia com a China
    Navios de guerra dos EUA e Japão realizam exercícios no mar do Sul da China
    Que tarefas resolvem os exercícios militares russos no Mediterrâneo?
    Marinha ucraniana efetua exercícios militares no mar Negro
    Tags:
    fazendeiros, danos colaterais, exercícios militares, OTAN, Noruega
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik