21:52 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça Su-35 durante apresentação no salão internacional aéreo MAKS 2015 nos subúrbios de Moscou

    Mídia norte-americana chama caça Su-35 no exército da China de 'pesadelo' para EUA

    © Sputnik / Maksim Blinov
    Defesa
    URL curta
    11355

    A revista norte-americana The National Interest chamou o caça russo Su-35, adotado em serviço da Força Aérea da China, de pesadelo e dor de cabeça para a aviação dos EUA na Ásia.

    O Su-35 (Flanker-E+, conforme a classificação da OTAN), segundo a NI, é um dos caças com maior capacidade de combate do exército chinês. A presença do avião reforça consideravelmente as posições da China no Círculo do Pacífico, escreve a revista.

    Além disso, a edição indica o perigo que o novíssimo míssil chinês PL-15 de classe ar-ar, que o Su-35 pode portar, representa para os EUA e seus aliados. Tal combinação perigosa, segundo a NI, pode ser utilizada para efetuar ataques a aviões norte-americanos de reabastecimento e outros veículos aéreos de apoio, como aviões do Sistema Aéreo de Alerta e Controle (AWACS, sigla em inglês), que têm uma importância crucial para efetuar operações dos EUA na região.

    O contrato para o fornecimento de 24 caças polivalentes russos Su-35 de geração 4++ à China foi assinado em 2015. 

    A geração 4++, não obstante sua designação, está muito perto dos caças de quinta geração em todas as suas características, atendendo à maioria dos requisitos para aviões desta geração, exceto pelas tecnologias furtivas e o radar de antena faseada ativa (APAA). 

    Mais:

    Revista norte-americana comenta desenvolvimento de 'ajudante' do Su-57
    Surge na web 1ª FOTO do caça Su-57 com novo sistema de aquisição de alvos
    Escolta do Su-24 russo pela Força Aérea britânica 'é mentira descarada', diz especialista
    Tags:
    caça, avião, Su-35, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik