20:39 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Tripulação do helicóptero chinês Mi-171 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018

    Aviação e tropas de países asiáticos treinam operações antinterroristas na Rússia

    © Sputnik /
    Defesa
    URL curta
    260

    De 22 a 29 de agosto, o polígono militar de Chebarkul, nos Urais, alberga as manobras conjuntas antiterroristas dos exércitos dos países-membros da OCX, Organização para Cooperação de Xangai, chamadas de Mirnaya Missiya 2018 (Missão Pacífica 2018). Confira a reportagem da Sputnik para descobrir os detalhes.

    Os exercícios contam com a participação de órgãos de comando militar, subunidades de tropas terrestres e aviação de tais países como o Cazaquistão, o Tajiquistão, o Quirguistão, a Rússia, a China, a Índia e o Paquistão, enquanto os participantes uzbeques presenciam o evento como observadores.

    No total, os exercícios internacionais Mirnaya Missiya 2018 envolvem mais de 3.000 militares e cerca de 500 unidades de equipamentos.

    © Sputnik .
    Exercícios Mirnaya Missiya 2018

    O principal objetivo das manobras é aperfeiçoar e treinar a cooperação entre as Forças Armadas da OCX em operações antiterroristas. A fase final do evento vai decorrer no polígono em 29 de agosto na presença do alto comando militar dos países participantes.

    Graças à assessoria de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia, vários correspondentes, inclusive da Sputnik China, conseguiram viajar até à base aérea de Shagol situada perto do polígono de Chebarkul.

    Caças-bombardeiros chineses JH-7A na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
    © Sputnik /
    Caças-bombardeiros chineses JH-7A na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018

    O comando da base aérea organizou um show aéreo com a participação de pilotos e aeronaves que estão participando das manobras, por isso os jornalistas conseguiram ver de perto a rolagem, voo, passagem e aterrissagem de caças Su-30, bombardeiros Su-24M, bem como de helicópteros Mi-17 e Mi-35 (resultado da modernização profunda do helicóptero soviético de apoio de fogo Mi-24).

    Bombardeiro russo Su-24M na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
    © Sputnik /
    Bombardeiro russo Su-24M na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018

    Além disso, os repórteres conseguiram observar a aterrissagem de aviação pesada, como a do Tu-154 da Força Aeroespacial da Rússia e do Il-76MD da Força Aérea da Índia.

    Já as forças cazaques foram representadas por aviões de assalto Su-25, as chinesas — por caças-bombardeiros JH-7A, caças J-11 (análogo do avião russo Su-27), uma aeronave militar de transporte Il-76MD, bem como helicópteros de assalto de produção nacional Z-10 e helicópteros de combate e transporte Mi-171 de produção russa.

    • Vice-comandante do grupo de aviação do exército chinês nas manobras Mirnaya Missiya 2018, coronel sênior Yin Taidong
      Vice-comandante do grupo de aviação do exército chinês nas manobras Mirnaya Missiya 2018, coronel sênior Yin Taidong
      © Sputnik /
    • Tripulação do helicóptero de assalto chinês Z-10 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      Tripulação do helicóptero de assalto chinês Z-10 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      © Sputnik /
    • Aeronaves militares de transporte chineses Il-76MD na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      Aeronaves militares de transporte chineses Il-76MD na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      © Sputnik /
    • Caças-bombardeiros cazaques Su-25 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      Caças-bombardeiros cazaques Su-25 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      © Sputnik /
    • Caças russos Su-30 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      Caças russos Su-30 na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      © Sputnik /
    • Militares chineses na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      Militares chineses na base aérea russa de Shagol durante as manobras Mirnaya Missiya 2018
      © Sputnik /
    1 / 6
    © Sputnik /
    Vice-comandante do grupo de aviação do exército chinês nas manobras Mirnaya Missiya 2018, coronel sênior Yin Taidong

    Em uma conversa exclusiva com a Sputnik, o vice-comandante do grupo de aviação do exército chinês nas manobras Mirnaya Missiya 2018, coronel sênior Yin Taidong, afirmou:

    "Este evento militar organizado pelos nossos países-membros da OCX vai servir como um ímpeto positivo para o fortalecimento de confiança mútua entre nós. Estamos cooperando estreitamente não apenas com a Rússia, mas também com o Cazaquistão e todos os outros países participantes destas manobras. Os envolvidos nos exercícios treinam ataques de precisão coordenados contra terroristas a partir do solo e do ar. Estas manobras são um evento organizado por nós conjuntamente sob os auspícios da OCX. É o resultado de uma cooperação duradoura."

    Mais:

    Exercícios militares entre Rússia e China ilustram mudança de estratégia chinesa?
    Militares de Rússia e Uzbequistão realizam exercícios conjuntos
    Divisão de S-400 russos executa exercícios contra ataque inimigo no Báltico
    Tags:
    antiterrorismo, manobras, exercício militar, MI-35, Mi-17, Su-24M, Cazaquistão, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik