22:05 24 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    U33, submarino alemão da classe 212, se prepara para os exercícios da OTAN Dynamic Mangoose 2015 perto de Bergen, na costa oeste da Noruega.

    'Que nem 1941': especialistas avaliam estado da Marinha alemã como 'vergonhoso'

    © REUTERS / Balazs Koranyi
    Defesa
    URL curta
    661

    Devido à falta de financiamento e planejamento ruim, a Marinha da Alemanha é hoje em dia incapaz de realizar suas missões principais, o que é uma "vergonha" para o maior país da Europa, assegura a edição norte-americana especializada em assuntos de defesa e segurança.

    De acordo com a edição The National Interest, o problema na verdade é muito mais grave do que a simples escassez de dinheiro: de acordo com os autores do artigo, existem dificuldades em todos os componentes da Marinha alemã, desde os submarinos até à aviação naval.

    A Marinha da Alemanha possui seis submersíveis do tipo 212U, mas todos eles, assinala a mídia, estão inoperacionais. Isto, por outro lado, não impede que a indústria nacional continue vendendo navios análogos para todo o mundo. Enquanto isso, a imprensa alemã explica essa situação pela escassez de peças sobressalentes, o que em si é bem estranho para o país mais rico da União Europeia, acreditam os autores.

    Quanto à aviação embarcada do país, a edição relembra que, após descartar os aviões de patrulha Breguet Atlantique em 2005, o comando alemão decidiu comprar aviões holandeses usados P-3C, aeronaves que os aliados da Alemanha na OTAN estão ativamente retirando de serviço.

    Ao mesmo tempo, o Bundeswehr, ou seja, as Forças Armadas da Alemanha, não parece ser capaz nem de efetuar a manutenção dos equipamentos usados, pois nenhum dos aviões comprados à Holanda está pronto para combate, afirmam especialistas citados pela edição.

    O estado da frota de navios é um pouco melhor, mas nesta área também se registram certos problemas, nomeadamente as caraterísticas insatisfatórias de alguns navios e suas falhas constantes.

    Segundo escrevem os autores da publicação, a Marinha da Alemanha se encontra em uma situação parecida com a da primavera de 1941, quando o exército de Hitler se deparou com armamentos modernos do inimigo e não conseguiu oferecer resistência a eles.

    Mais cedo, o tabloide Bild informou, citando um relatório da Câmara de Contas Federal da Alemanha, que a ministra da Defesa, Ursula von der Leyen, foi acusada de abafar as falhas de equipamentos militares para "melhorar as estatísticas".

    Em resumo, a edição relata que, no ano passado, nenhum submarino alemão, menos de metade de fragatas e tanques e apenas um terço dos helicópteros de combate estavam operacionais. Além disso, as corvetas, cuja capacidade de combate foi assegurada pela ministra, não tinham armas, os navios estavam privados de mísseis guiados e as tripulações dos submarinos eram insuficientes.

    Mais:

    Marinha chinesa prova suas capacidades no mar da China Oriental
    Marinha russa efetua lançamentos de mísseis Kalibr no mar Negro
    Marinha do Irã faz história ao instalar sistema antimísseis nacional em destróieres
    Tags:
    Marinha, submarino, Exército da Alemanha, Holanda, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik