20:31 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Veículo de apoio a tanques Terminator (à esquerda) e tanque T-90A exibidos no Fórum Internacional Técnico-Militar EXÉRCITO 2018

    Rússia começará a fornecer S-400 à Turquia em 2019, diz empresa estatal

    © Sputnik / Aleksei Kudenko
    Defesa
    URL curta
    6142

    A exportadora estatal russa de produtos e serviços militares, Rosoboronexport, afirmou nesta terça-feira (21) que começará a entregar os sistemas de defesa aérea S-400 à Turquia no ano que vem.

    Segundo comunicou o chefe da empresa, Aleksandr Mikheev, o contrato de venda dos mísseis de defesa aérea S-400 está sendo implementado nos prazos acordados e a entrega dos sistemas começará em 2019.

    Falando com jornalistas no âmbito do fórum EXÉRCITO 2018, o dirigente da Rosoboronexport afirmou que a Rússia planeja substituir o dólar pelas moedas nacionais nas transações com parceiros da área técnico-militar. O país está considerando inclusive realizar pagamentos em yuans, rublos e dirrãs.

    "Consideramos vários esquemas de trabalho em condições de sanções e impossibilidade de realizar pagamentos em dólares […] estamos considerando contratos via permuta, pagamentos em moedas nacionais: rupias indianas, yuans, dirrãs e rublos", detalhou.

    O chefe da exportadora estatal também afirmou que a Rússia ambiciona assumir a liderança na exportação mundial de armamentos, inclusive graças às vendas do tanque Armata.

    "Claro que temos tais ambições, pois nossa indústria nos dá essa possibilidade […] Estamos interessados em afastar um determinado ator e ocupar finalmente a posição de liderança", disse Mikheev aos jornalistas.

    Atualmente, são os Estados Unidos que têm a liderança na exportação mundial de armas.

    Segundo ele, o país planeja exportar novos produtos, como os navios ligeiros de mísseis Karakut, o novo sistema de defesa antiaérea Viking, a nova modificação do sistema antiaéreo Tor e, no futuro, o tanque Armata.

    O fórum EXÉRCITO 2018, organizado pelo Ministério da Defesa russo, é uma exibição do equipamento militar, armas e tecnologias desenvolvidas para as agências da segurança e forças armadas.

    Neste ano o fórum decorre entre 21 e 26 de agosto e contará com a participação de 1.200 empresas e entidades de 14 países, de acordo com o site oficial.

    Mais:

    Conheça o possível substituto do lendário fuzil AK-47
    Analista militar: muitos países da OTAN desejarão ter novo fuzil de assalto Kalashnikov
    Inspeção em grande escala: Rússia testa prontidão de combate do seu exército
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik