09:22 26 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    O quebra-gelo nuclear Yamal durante as pesquisas no Mar de Kara, que fizeram parte da maior expedição mundial ao Ártico

    Rússia desenvolve tecnologia para ultrapassar principal 'maldição' do Ártico

    © Sputnik / Valery Melnikov
    Defesa
    URL curta
    3210

    Empresa russa se prepara para apresentar uma tecnologia que permitirá evitar a formação de gelo na superfície dos navios e de outros equipamentos no Ártico.

    O escritório de design Gamma revelou na exposição EXÉRCITO 2018, que abre suas portas hoje na região de Moscou, uma tecnologia que permite evitar a formação de gelo em equipamentos usados no Ártico, algo importante para os setores militar e industrial.

    No que se refere às aeronaves, existe um sistema eletrotêrmico antigelo. Quando ativado, as superfícies protegidas, por exemplo, as asas de um avião, são aquecidas a uma temperatura acima de 0 graus Celcius para que a formação de gelo sobre elas se torne impossível, enquanto o gelo já formado é expelido pelo fluxo de ar.

    Graças à solução, o problema da formação de gelo nos aviões é evitado.

    Ao mesmo tempo, entre as soluções oferecidas pelo Gamma estão cabos de aquecimento autorreguláveis. Eles servem para proteger as pistas de aterrissagem, as cobertas de navios, asas de aviões, entre outros.

    Este cabo reage à temperatura do ambiente e, dependendo dos parâmetros, altera a dissipação de calor. O "cabo inteligente" regula a potência, sendo por isso completamente protegido do risco de combustão espontânea e, ao mesmo tempo, economiza eletricidade. A base do cabo é uma matriz feita de um polímero condutor.

    Mais:

    'Estado quase ártico': China está a caminho de alcançar seu sonho polar
    Será que EUA já perderam 'briga' pelo Ártico para a Rússia?
    Pentágono possui 'ideias ocultas' em relação à 'contenção' da Rússia no Ártico?
    EUA devem 'trazer seu jogo no Ártico para novo nível', indica chefe do Pentágono
    Tags:
    tecnologias modernas, gelo, cabos, exército, Ártico, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik