04:56 19 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Caça chinês Chengdu J-20

    Caças chineses se deslocam para aeródromo russo

    © REUTERS / China Daily
    Defesa
    URL curta
    3260

    Caças do exército chinês chegaram a um aeródromo da cidade russa de Chelyabinsk para participar das manobras internacionais Missão de Paz 2018 da Organização de Cooperação de Xangai, informou o Distrito Central Militar russo.

    "Caças do Exército Popular de Libertação da China foram deslocados para o aeródromo de Shagol, na região de Chelyabinsk, para participarem dos exercícios internacionais Missão de Paz 2018 da Organização de Cooperação de Xangai [OCX]", diz o comunicado.

    Segundo o documento, o grupo chinês é constituído por dois caças multiuso Shenyang J-11, quatro bombardeiros estratégicos Xian JH-7 e seis aviões de transporte multiuso Shaanxi Y-9.

    Anteriormente, já haviam chegado ao aeródromo de Shagol quatro helicópteros Mi-171, quatro aparelhos Z-10 e dois aviões de transporte Il-76. O grupo aéreo da China, que vai participar dos treinamentos, está agora completo.

    As manobras antiterroristas dos países-membros da OCX contarão com a participação de mais de três mil militares e mais de 500 unidades de equipamento bélico e veículos.

    Durante os exercícios, os pilotos treinarão deslocamento para aeródromos de reserva, escolta de tropas, desembarque de pessoal, reconhecimento aéreo, assim como a realização de ataques de mísseis e com bombas sobre alvos terrestres, detalha o comunicado.

    As manobras se realizam de dois em dois anos no território dos países-membros da OCX, isto é, Cazaquistão, China, Quirguistão, Rússia, Tajiquistão, Uzbequistão, Índia e Paquistão.

    Mais:

    Frota do Pacífico da Rússia localiza submarino 'inimigo' durante manobras
    Trump diz que críticos da Rússia deveriam olhar para a China
    Tags:
    avião de transporte, bombardeiro estratégico, caças, manobras, JH-7, J-11B, Organização da Cooperação de Xangai, Exército Popular de Libertação, OCX, Chelyabinsk, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik