02:07 15 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Tanque T-14 Armata durante ensaios da Parada de Vitória em Moscou (foto de arquivo)

    Conheça Shturm, tanque robótico russo para combates urbanos

    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    Defesa
    URL curta
    2111

    A empresa russa Uralvagonzavod, a maior fabricante de veículos blindados do país, deu início ao desenvolvimento de um tanque robótico "de ataque" sobre os chassis do veículo de combate T-72B3.

    O projeto chamado Shturm (Assalto) foi concebido para combate urbano e será capaz de aguentar entre 10 e 15 impactos de granadas com carga oca, de acordo com a revista russa RBC

    O principal objetivo do projeto é reduzir perda de pessoal durante operações nas cidades. Portanto, o tanque deve ter uma maior capacidade de manobra e proteção de todos os ângulos. Uma das exigências do Ministério da Defesa é que o sistema mantenha sua capacidade de combate mesmo depois de ser atingido por 10 a 15 granadas com carga oca e por mina debaixo de sua estrutura.

    "Os tanques de combate devem ser capazes de detectar e eliminar rapidamente a força viva do inimigo a qualquer hora do dia, mesmo nos andares mais altos dos edifícios, em um ângulo de 360 graus sem causar danos a prédios urbanos", escreveu a RBC, citando uma fonte militar.

    Outra exigência dos militares russos é que o tanque consiga disparar de forma programável, ou seja, de acordo com a missão de combate introduzida no computador de bordo a partir de informações de inteligência, mesmo que uma cortina de fumaça seja utilizada pelo inimigo.

    O Shturm está sendo desenvolvido se baseando no popular tanque soviético T-72 com várias modificações. Por exemplo, seu canhão será encurtado para aumentar o ângulo de elevação, dando, assim, possibilidade de disparar contra os mais altos andares de edifícios.

    Mais:

    Chefe do Pentágono considera espaço como novo 'teatro de operações militares'
    Analista: erro da OTAN no céu estoniano pode ser transformado em 'culpa da Rússia'
    Merkava israelense vs M1 Abrams estadunidense: que tanque é mais potente e eficaz?
    Tags:
    combate urbano, veículo robô, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik