16:03 14 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Imagem artística da terceira guerra mundial

    A maneira mais fácil de ganhar 3ª Guerra Mundial

    © Foto : Pixabay
    Defesa
    URL curta
    9121

    Devido a nossa atual dependência da Internet e estando em uma época de guerras cibernéticas, uma hipotética Terceira Guerra Mundial seria "assombrosamente fácil de ganhar".

    De acordo com o colunista do The National Interest, Steve Weintz, basta corta os cabos de fibra ótica que passam pelo fundo do oceano para causar uma séria destruição nas comunidades inimigas.

    Isso se deve ao fato de que a grande maioria dos dados é transferida através desses cabos submarinos e, na verdade, apenas uma pequena parte dos dados passa pelos sistemas de satélites, explica o autor.

    Como exemplo dos efeitos devastadores que a perda da Internet e outras comunicações podem causar, o colunista menciona os eventos ocorridos em 2015 nas ilhas Marianas, no oceano Pacífico. Naquela ocasião, um desprendimento de rochas rompeu o único cabo de fibra ótica que conectava o arquipélago com a rede global.

    Como resultado, todos os voos foram cancelados, os caixas não funcionavam nas lojas e não havia conexão de Internet ou telefone. Posteriormente, um navio especializado em Taiwan reparou o cabo, mas o incidente mostrou os inúmeros problemas que podem causar a perda da conexão.

    Portanto, o colunista está convencido de que, em caso de um conflito, um dos lados pode vencer o inimigo cortando os cabos de alta velocidade. Isso pode ser feito nas profundezas do mar ou nos lugares onde esses cabos vão para a costa, tornando-os especialmente vulneráveis.

    Segundo explica, para poder fazer algo assim é necessário apenas ter aparatos submarinos de águas profundas.

    A União Soviética trabalhou muito para desenvolver sua capacidade de realizar operações em águas profundas e a Rússia herdou suas conquistas. Uma das mais recentes demonstrações nesse sentido foi a exploração do fundo do Ártico com a consequente implantação de uma bandeira russa a uma profundidade de 4 mil metros, informa.

    De fato, o colunista observa que a Rússia possui a maior frota de águas profundas tripuladas do mundo. "Juntamente com sua crescente frota de resgate submarino e forças especiais marítimas, a Rússia agora tem uma capacidade de guerra submarina híbrida muito poderosa", concluiu Steve Weintz.

    Não é a primeira vez que a suposta ameaça russa aos cabos de Internet está sendo discutida. No entanto, apesar das declarações alarmistas, especialistas em comunicação dizem que a possibilidade acaba sendo muito menos aterrorizante do que o imaginário militar.

    Em relação à mencionada 'ameaça russa', os analistas apontam que a destruição de cabos de computador seria uma desvantagem ainda mais significativa para o país, já que muitos conteúdos dos EUA estão disponíveis em servidores locais na América do Norte, portanto seria improvável que os próprios russos fossem desconectados.

    Mais:

    Mídia americana conta sobre 'troféus' militares soviéticos usados após 2ª Guerra Mundial
    Japão encontra 3 submarinos da 2ª Guerra Mundial afundados intencionalmente
    Mergulhadores franceses encontram avião dos EUA afundado durante Segunda Guerra Mundial
    Submarino soviético da época da 2ª Guerra Mundial é encontrado no mar Báltico
    Tags:
    oceano, fibra ótica, guerra cibernética, terceira guerra mundial, cabos submarinos, Internet, Oceano Pacífico, Ilhas Marianas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik