04:22 17 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Lançamento a partir do sistema Javelin, foto de arquivo

    Ucrânia se gaba de novos mísseis guiados antitanque (VÍDEO)

    © Foto: Domínio público
    Defesa
    URL curta
    434

    Na Ucrânia foram efetuados testes dos novos sistemas de mísseis antitanque Stugna-P e Korsar, segundo foi comunicado na página do produtor de armas ucraniano Luch no Facebook.

    Os militares ucranianos escolheram vários mísseis da remessa pronta para ser entregue às Forças Armadas da Ucrânia. Os testes decorreram em condições próximas de combate real e terminaram com sucesso.

    O exército ucraniano informa por vezes sobre novos testes de mísseis, mas de fato a indústria militar do país está vivendo tempos difíceis. Por exemplo, neste mês durante as manobras das Forças Armadas na região de Rovensk, por causa da explosão de um morteiro morreram três militares. Outros nove sofreram ferimentos.

    Conforme os especialistas, a razão destes incidentes foi a violação das regras de segurança durante os testes do morteiro. Também foi referido que as granadas de morteiro usadas durante os tiros de fogo estavam expiradas.

    O equipamento militar ucraniano não é popular entre os parceiros ocidentais. No início de 2014, o Iraque logo devolveu 42 veículos de transporte blindado BTR-4 e cancelou o contrato com Kiev sobre o seu fornecimento. De 88 máquinas recebidas pelo Iraque, só 56 conseguiram ser postas em funcionamento e só 34 funcionavam normalmente.

    Em fevereiro se soube que a Croácia irá devolver à Ucrânia quatro aviões MiG-21 por causa de problemas técnicos. Além do mais, o cliente vai exigir a substituição do equipamento militar e realizar uma investigação detalhada sobre a reparação inadequada dos aviões.

    Mais:

    EUA se tornaram os principais importadores de armas pequenas da Ucrânia
    Pentágono se prepara para firmar novos contratos militares com Ucrânia?
    Ucrânia lança novas munições no padrão OTAN
    Tags:
    forças armadas, militares, manobras, testes, mísseis antitanque, armas, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik