21:28 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Eurofighter Typhoon S da Força Aérea da Alemanha

    Força Aérea alemã reconhece sua incapacidade de combater

    CC BY 2.0 / Eurofighter Typhoon S Germany Air Force / https://www.flickr.com/people/14035760@N03
    Defesa
    URL curta
    652

    Aproximadamente dois terços dos aviões de guerra da Força Aérea alemã não podem participar de combates.

    A frota de aviões de combate alemã se encontra em péssimas condições, conforme anunciou o chefe do Estado-Maior da Força Aérea alemã, tenente-general Ingo Gerhartz, citado pela agência Reuters.

    O alto responsável militar, que assumiu o cargo há um mês, confessou essa realidade falando em Berlim perante 200 executivos da indústria da aviação, oficiais e legisladores.

    Segundo explicou Gerhartz, a inspeção do estado dos caças polivalentes Eurofighter Typhoon levou 14 meses em vez do planejado meio ano. Tal situação, destacou, é considerada inaceitável.

    Além disso, ele ressaltou que as aeronaves estão paradas em suas bases porque não há peças de reposição suficientes ou muitas destas peças já não se fabricam.

    Vale destacar que, em fevereiro deste ano, o Ministério da Defesa da Alemanha publicou um relatório no qual detalhou que, durante 2017, apenas 39 dos 128 Eurofighter Typhoon e 26 dos 93 caças antigos Panavia Tornado estavam preparados para treinamentos ou realizar missões de combate.

    Mais:

    Alemanha busca incremento multibilionário de gastos militares
    Festival na Alemanha marca final do exercício de duas semanas da OTAN no Báltico
    Expansão militar? OTAN decide criar sedes na Alemanha e nos EUA
    'Tentando superar atraso': especialista sobre 'renascimento' do tanque alemão Leopard 2
    Tags:
    problemas mecânicos, aviões de combate, frota, Eurofighter Typhoon, Força Aérea da Alemanha, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik