01:55 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Exercícios das unidades de defesa costeira da Frota do Mar Báltico com sistemas Bastion em um polígono na região russa de Kaliningrado

    EUA não estão errados sobre inquestionáveis capacidades militares da Rússia, diz analista

    © Sputnik / Igor Zarembo
    Defesa
    URL curta
    6331

    Os EUA reconheceram a capacidade da Rússia de defender a região de Kaliningrado. O altíssimo grau de proteção dessa região russa é um fato inquestionável, opinou o analista militar Vladimir Batyuk.

    Segundo os especialistas militares norte-americanos, os porta-aviões dos EUA da classe Nimitz e Ford são volumosos demais para cumprirem missões no mar Báltico, o que os tornaria vulneráveis ao se aproximarem da região russa de Kaliningrado. 

    A Rússia dispõe de mísseis antinavio P-800 que, lançados a partir do sistema Bastion, são capazes de realizar ataques de precisão contra qualquer alvo, bem como de sistemas de defesa antiaérea S-300 e S-400, que também representam ameaça para os EUA em caso de um conflito. 

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, Vladimir Batyuk, chefe do Centro de Pesquisas Político-Militares do Instituto dos EUA e Canadá (Academia das Ciências da Rússia) comentou as recentes declarações dos especialistas norte-americanos.

    "Os militares profissionais têm de fazer esse tipo de avaliações em caso de um possível conflito. Eles devem prever a situação, suas consequências. É uma avaliação absolutamente realista – as capacidades dos mísseis costeiros Bastion são impressionantes, eles podem eliminar não apenas porta-aviões, mas também navios com menor deslocamento", explicou ele.

    "É inequívoco que as capacidades russas no mar Báltico podem impedir as ações da Marinha dos EUA e de seus aliados no leste do mar Báltico", concluiu ele.

    Tags:
    defesa, S-300, S-400, Bastion, Kaliningrado, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik