02:02 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Caça russo Su-34

    Rússia cria bomba aérea capaz de se converter em míssil (FOTOS)

    © Sputnik / Grigory Sysoyev
    Defesa
    URL curta
    2372
    Nos siga no

    A Rússia elaborou um projétil de alta precisão que pode ser utilizado como míssil de cruzeiro ou como bomba aérea convencional, se lê no relatório da Corporação de Mísseis Táticos, que ficou à disposição da Sputnik.

    De acordo com o relatório, a bomba, com o nome de 9-А-7759, está passando por testes aéreos. Várias provas já foram realizadas em condições climáticas adversas, com chuva, pó e areia. 

    O bombardeiro Su-34 serviu como portador do projétil. No decorrer dos testes, foram realizados oito lançamentos do 9-А-7759 na qualidade de míssil, bem como três lançamentos na qualidade de bomba aérea.

    A orientação do míssil é efetuada por meio do sistema russo de navegação por satélite GLONASS.

    ​Segundo comunicou à Sputnik o representante do Conselho de Especialistas da Comissão Militar e Industrial da Rússia, o surgimento da bomba é um evento esperado há muito. De acordo com ele, no momento, outras potências como a China e a Coreia do Sul estão elaborando este tipo de armas. Um míssil com funções análogas está em disposição do exército norte-americano.

    "O projétil foi criado em prazos curtos e está sendo utilizado para ataques de alta precisão contra alvos por meio do sistema GLONASS. Sem isso, o seu desenvolvimento seria impossível", assinalou Murakhovsky.

    De acordo com o analista, a bomba representa uma ferramenta universal que fica fora da zona de alcance da defesa antiaérea do adversário. Além disso, Viktor Murakhovsky destacou a alta precisão do novo projétil. 

    Entretanto, a precisão do 9-А-7759 não depende da qualificação do piloto, sendo assegurada pelo sistema de navegação. 

    O especialista acrescentou que a bomba pode ser lançada a partir de qualquer aeronave. Entre elas, os aviões táticos Su-27, Su-30, Su-35 e o bombardeiro Su-34. Além disso, o míssil pode ser portado pelo bombardeiro soviético Su-24, o caça embarcado Su-33 e pelo avião MiG-29. O analista comunicou também que em breve o projétil será apresentado no fórum militar EXÉRCITO 2018. 

    Por enquanto, a Sputnik não dispõe de comentários oficiais da Corporação de Mísseis Táticos.

    Mais:

    Mídia americana diz o que pode acontecer se navios dos EUA se aproximarem de enclave russo
    Caça Su-57 é a melhor alternativa ao F-35 estadunidense para Turquia, diz analista
    Tags:
    testes, míssil, bomba, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar