20:37 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Corveta da Marinha russa Grad Sviyazhsk do projeto Buyan-M

    Marinha da Rússia envia 2 corvetas equipadas com mísseis Kalibr à Síria (FOTOS)

    © Foto : Serviço de imprensa do Distrito Militar Sul da Rússia
    Defesa
    URL curta
    5350

    As corvetas da Marinha russa Grad Sviyazhsk e Veliky Ustyug, equipadas com mísseis de cruzeiro, entraram no mar Mediterrâneo dirigindo-se para a Síria.

    Segundo informa o Departamento de Informação da Frota do Mar Negro, as corvetas russas, equipadas com mísseis de cruzeiro Kalibr, deixaram o mar Negro, atravessaram os estreitos do Bósforo e Dardanelos, entraram no mar Mediterrâneo e digiram-se para a costa da Síria.

    De acordo com a Marinha russa, os navios passaram a integrar a unidade da Marinha que opera nesta zona marítima e já começaram a cumprir a sua missão.

    A passagem dos navios foi registrada pelos serviços de monitoramento turcos. Em particular,  a embarcação de vigilância turca Yoruk Isik postou imagens dos navios de guerra russos no domingo (17).

    ​Os navios Grad Sviyazhsk e Veliky Ustyug, do projeto 21631 Buyan-M, pertencentes à Frota do mar Cáspio da Marinha russa e equipados com mísseis Kalibr, transitaram pelos estreitos do Bósforo e Dardanelos e entraram no mar Mediterrâneo. Seu destino final é supostamente a base russa Tartus na Síria.

    Porta-aviões norte-americano Harry S. Truman no golfo de Omã (foto de arquivo)
    © AP Photo / Mass Communication Specialist 3rd Class J. M. Tolbert
    ​Anteriormente, a Marinha dos EUA havia informado que o grupo aeronaval liderado pelo porta-aviões Harry S. Truman entrou na zona oriental do mar Mediterrâneo para participar de operações contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) na Síria e no Iraque.

    Enquanto isso, o senador russo Vladimir Shamanov afirmou que não se pode descartar que os EUA não estejam se preparando para um novo ataque contra a Síria, ao reforçarem o seu potencial de combate no mar Mediterrâneo.

    Mais:

    Nova lancha antissabotagem integra grupo naval da Marinha da Rússia no Mediterrâneo
    Graças aos Kalibr russos, Mediterrâneo já não é um 'lago' da OTAN, afirma jornalista
    Para que Rússia recupera sua força naval no Mediterrâneo?
    Navios no Mediterrâneo neutralizarão todas ameaças à segurança da Rússia, diz especialista
    Tags:
    mísseis de cruzeiro, corveta, navios de guerra, Kalibr-NK, Marinha da Rússia, Frota do Mar Cáspio, Tartus, Síria, Estreito de Dardanelos, Estreito de Bósforo, mar Mediterrâneo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik