06:10 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    7171
    Nos siga no

    Fracassos fazem parte dos testes, bem como da criação de armas em geral. O mais importante é que as armas adotadas em serviço afinal funcionem, afirmou Aleksandr Sherin, deputado russo, comentando os alegados lançamentos fracassados dos mísseis russos equipados com gerador nuclear.

    Anteriormente, o canal CNBC, citando fontes da inteligência dos EUA, afirmou que todos os testes do míssil de cruzeiro com gerador nuclear russo no período entre novembro de 2017 e fevereiro de 2018 não foram bem-sucedidos. 

    "Os testes são realizados para que sejam fracassados, para que depois esses fracassos possam ser corrigidos. Então, serão bem-sucedidos. Por todo o mundo testam mísseis, e, da primeira vez, eles não voam. Por isso, não vejo nenhuma tragédia", assinalou Sherin, vice-presidente do Comitê de Defesa da Duma, câmara baixa do parlamento russo.

    Ele destacou que, anteriormente, o Reino Unido também tentou realizar lançamentos que acabaram por fracassar. 

    "O mais importante é que as armas, que foram adotadas em serviço, funcionem. E elas vão funcionar. EUA, não se preocupem", acrescentou o deputado. 

    Mais:

    Sem publicidade desnecessária, melhores mísseis antitanque russos chegam à Síria
    Especialista avalia ideia sobre uso de mísseis soviéticos para lançamento de satélites
    Tags:
    lançamento, fracasso, mísseis, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar