22:37 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Satélite no espaço (imagem referencial)

    EUA têm medo que Rússia e China 'enganem' seus satélites espiões

    CC0 / Pixabay
    Defesa
    URL curta
    2244

    A Marinha dos EUA lançou um projeto de pesquisa com objetivo de descobrir se Rússia e China são capazes de camuflar seus armamentos e escondê-los dos satélites e drones de reconhecimentos norte-americanos.

    Segundo escreve o jornal The National Interest, drones de reconhecimento podem transferir grande fluxo de informação, inclusive imagens de tanques e sistemas de mísseis. Para analisar tal volume de dados é necessário ter inteligência artificial, mas esta pode ser facilmente enganada. Por exemplo, um computador pode confundir um tanque russo bem camuflado até com um carro.

    Portanto, a Marinha dos EUA tenciona descobrir o método usado para iludir a inteligência artificiai, escreve o jornal.

    "Tecnologias eficazes devem causar erros na classificação de imagens tiradas de diferentes ângulos (+/- 45º) e distâncias (de 25 metros até ao espaço)", destacam fontes na Marinha dos EUA.

    Atualmente a investigação está apontada apenas aos métodos de camuflagem dos adversários — não há sinais que indiquem que o Pentágono também deva esconder seu arsenal dos sistemas russos e chineses, sublinha.

    Mais:

    Drone russo de ataque e reconhecimento já tem data para fim dos testes
    Aviões de reconhecimento dos EUA ocupam posições estratégicas no Mediterrâneo
    O que está por trás do aumento da atividade de reconhecimento perto das fronteiras russas?
    Avião e drone de reconhecimento estadunidenses são detectados perto da fronteira russa
    Drone norte-americano é flagrado em missão de reconhecimento sobre Donbass
    Tags:
    tecnologia, reconhecimento, drone, satélite espião, Marinha dos EUA, Rússia, China, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik