00:37 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Comboio de blindados Stryker do exército americano

    Por que EUA continuam testando 'cortina de ferro' depois de 13 anos de criação?

    © flickr.com / USAFE
    Defesa
    URL curta
    2113

    O exército dos EUA está procurando proteger veículos levemente blindados de mísseis e projéteis letais com uma "cortina de ferro" que está em desenvolvimento há mais de uma década sem ser entregue aos militares.

    Segundo a revista norte-americana Popular Mechanics, o exército está cada vez mais preocupado com mísseis antitanque Kornet-EM do exército russo e com os combatentes do Talibã que destroem veículos com granadas de propulsão lançadas por foguetes (RPG, sigla em inglês). O exército dos EUA aprendeu que proteção "passiva" com mais blindagem nem sempre funciona.  

    O sistema de proteção ativa "cortina de ferro" é a resposta a ameaças de RPG e antitanque que são guiadas contra veículos blindados de transporte, Humvee e Stryker.

    "É incrível o que um projétil explosivamente formado pode fazer com um tanque de batalha Abrams de 78 toneladas, mesmo com todas as suas blindagens", disse o major-general John Charlton em um comunicado de dezembro. Charlton é o comandante do Comando de Teste e Avaliação do Exército norte-americano.

    Os principais tanques de batalha Abrams dos EUA contam com sistema de proteção Trophy de Israel, destruidores de projéteis que chegam com uma explosão de espingarda, mas esses sistemas não funcionarão contra Humvee e Stryker, reportou a agência de notícias.

    Por sua vez, a "cortina de ferro" é um sistema ativo que detecta ameaças que se aproximam do veículo e dispara contramedidas diretamente para cima ou para baixo para evitar danos a tropas e equipamentos.

    A Artis, empresa por trás da "cortina de ferro", afirma que o sistema é 100% eficaz.

    Há cinco anos, o diretor-executivo da Artis, Keith Brendley, disse que "depois desta última rodada [de testes], onde o sistema atingiu e matou 100% dos tiros em uma série de testes muito exigentes, a única conclusão racional é que o sistema simplesmente funciona […] esse sistema […] está pronto para ser integrado hoje".

    No entanto, o sistema de proteção ainda está em processo de teste há aproximadamente 13 anos depois de o programa supostamente ter começado na Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, sigla em inglês). Aqui está a "cortina de ferro" neutralizando um RPG a uma curta distância em um vídeo, bem, de 2009. 

    É evidente que instalar um Sistema de proteção em um Humvee não o protegerá de tudo – como, por exemplo, a gravidade.

    Mais:

    EUA anunciam criação de arma de 'energia dirigida'
    EUA estariam preparando 'arma perfeita' contra submarinos russos e chineses
    Tags:
    cortina de ferro, teste, Stryker, Abrams, DARPA, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik