14:06 21 Maio 2018
Ouvir Rádio
    O tanque T-72 na qualificação da competição de Biatlo de Tanques 2016, na região de Chelyabinsk (Rússia)

    Fornecedor de armas da OTAN tentou comprar armamento russo para Iraque

    © Sputnik / Aleksandr Kondratuk
    Defesa
    URL curta
    591

    De acordo com documentos vazados para a Sputnik, em 2015 as autoridades iraquianas demonstraram interesse em armamentos russos, com um fornecedor de equipamento militar da OTAN tentando comprar bilhões de dólares em equipamento militar russo em nome de Bagdá.

    Os documentos, incluindo uma carta de intenção da International Armour, fornecedor autorizado da OTAN na Grécia, foram vazados para a Sputnik.

    O fornecedor, que opera também nos territórios do Reino Unido, Sérvia e Chipre, tentou negociar em 2015 a compra de um conjunto de armamentos russos, incluindo 50 mil fuzis de assalto AK-47, 5 mil fuzis de precisão Dragunov, 200 tanques T-72 e 50 sistemas de mísseis antitanque 9M133 Kornet.

    • Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      © Sputnik /
    • Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      © Sputnik /
    • Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik
      © Sputnik /
    • Solicitação de armamento russo pelo Iraque
      Solicitação de armamento russo pelo Iraque
      © Sputnik /
    • Solicitação de armamento russo pelo Iraque
      Solicitação de armamento russo pelo Iraque
      © Sputnik /
    1 / 5
    © Sputnik /
    Carta da International Armour, datada de 2015, que vazou para Sputnik

    Outro documento, em que as autoridades iraquianas encarregaram a empresa de adquirir a referida lista de armamentos, também ficou nas mãos da Sputnik.

    O empresário que forneceu a documentação acrescentou que o forte interesse de Bagdá pelas armas russas ressalta a força da indústria de defesa da Rússia e a superioridade das armas russas e soviéticas, em comparação com as alternativas da OTAN, na relação custo-benefício.

    O empresário, que pediu anonimato, afirmou que se trata se uma prática normal para os contratantes estrangeiros que não têm acesso à Rosoboronexport, fornecedor estatal russo de equipamento militar e outras tecnologias, se dirigirem a ele. Contudo, ele qualificou essa encomenda do fornecedor da OTAN de armamento russo como "incomum" por a lista ser enorme.

    Em julho último, Moscou confirmou ter recebido um pedido do Iraque quanto a um número indeterminado de tanques T-90, informou o Jane's Defense Weekly, citando o jornal russo Izvestiya.

    Acredita-se que Bagdá tenha optado por reforçar suas capacidades de defesa com tanques russos T-90 em vez dos tanques M1 Abrams, fabricados nos EUA, devido ao menor custo do T-90 e uma disputa com Washington sobre a presença de tanques M1 Abrams nas mãos das Forças de Mobilização Popular do Iraque (FMP) – organização xiita apoiada pelo Irã.

    Não está claro se a International Armour teve algum envolvimento na recente aquisição de tanques T-90 russos pelo Iraque.

    Mais:

    Especialista: ataques dos EUA contra Síria fizeram disparar popularidade das armas russas
    Líder sírio destaca superioridade das armas russas sobre as ocidentais
    Tags:
    compra, negociações, armas, Iraque, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik