03:05 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Dois aviões modernizados MiG-31K, equipados com novíssimo sistema de mísseis para aviação Kinzhal, estreiam na 73ª Parada da Vitória, na Praça Vermelha, em 9 de maio de 2018

    Pentágono receia novos mísseis hipersônicos da Rússia, diz especialista

    © Sputnik / Ekaterina Nenakhova
    Defesa
    URL curta
    4120

    A revista norte-americana The National Interest considerou as novas armas hipersônicas Kinzhal (Punhal em russo) como uma arma que não tem análogos no mundo. Para o especialista militar Boris Rozhin, os EUA estão preocupados por ficarem desprotegidos contra as armas hipersônicas de produção russa.

    Em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em assuntos militares Boris Rozhin opinou que os militares norte-americanos estão preocupados com as capacidades do Kinzhal russo porque nenhum país no mundo tem à sua disposição uma arma comparável a esse sistema.

    "O sistema já foi discutido na mídia estrangeira, há comentários, inclusive em edições norte-americanas, onde o sistema de mísseis foi chamado de 'uma ameaça para a atual supremacia dos EUA', o que se reflete no lobby pelo aumento do orçamento militar para 2019 para desenvolver e modernizar análogos desses sistemas", explicou ele.

    Para o analista, "existem também tentativas da mídia propagandística de apresentá-lo como um fator secundário da contenção militar por parte da Rússia".

    "Entretanto, na prática nós vemos que [os mísseis Kinzhal] representam uma ameaça real para o Pentágono e ele vai adotar as medidas necessárias para atingir a paridade ou o desenvolvimento de sistemas mais perspectivos que os Kinzhal russos. Conseguiriam fazer isso? Vamos ver, porque por enquanto se trata apenas do financiamento do desenvolvimento [das novas armas]", concluiu Rozhin.

    O analista militar e colunista da revista norte-americana The National Interest, Dave Majumdar, declarou que o sistema de mísseis hipersônicos Kinzhal não possui análogos no mundo e que o míssil é baseado nos mísseis Iskander, que são capazes de "manobrar em voo e seguir uma trajetória errática". Essa caraterística torna a intercepção dos Iskander extremamente difícil.

    O sistema de mísseis hipersônicos Kinzhal foi referido pelo presidente russo Vladimir Putin durante seu discurso anual perante a Assembleia Federal (parlamento bicameral russo) em 1º de março.

    O Kinzhal pode iludir todos os sistemas de defesa antimísseis existentes e em desenvolvimento, transportar ogivas nucleares ou convencionais e tem um alcance de até 2.000 quilômetros. Os mísseis hipersônicos do sistema Kinzhal, que equipam os modernizados caças interceptores MiG-31K, são capazes de eliminar porta-aviões, destroieres e cruzadores do inimigo.

    Tags:
    míssil, Pentágono, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik