22:44 26 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de mísseis S-400

    4 razões por que Washington é contra compra dos S-400 russos pela Turquia

    © Sputnik / Vitaly Ankov
    Defesa
    URL curta
    8521

    Washington critica agressivamente a política de compra de armas de Ancara por temer perder clientes e influência política, entre outras coisas, opinou Cagri Ehran, autor do artigo para a edição turca Turkiye.

    Segundo o jornalista, a Turquia prefere comprar os sistemas russos de defesa antiaérea devido ao preço, à superioridade tecnológica, à produção rápida e à entrega sem condições prévias. 

    Entretanto, os norte-americanos criticam sua escolha porque querem que os turcos comprem seus sistemas de defesa antiaérea. Cagri explicou que o desejo dos EUA se baseia em quatro razões. 

    Primeiro, os EUA não querem que a Turquia sirva de "mau exemplo". A economia norte-americana recebe enormes receitas da venda de armas.

    Tomando em conta que os EUA nem sempre podem encontrar clientes tão bons como a Arábia Saudita, eles querem conservar seus compradores tradicionais por todo o mundo e manter as receitas da venda de produtos de defesa, sublinhou o analista.

    "Os EUA creem que se a Turquia recorrer ao mercado russo, isso pode ir além dos S-400", sublinhou.

    Em segundo lugar, Washington entende que a dependência militar significa dependência política. Especialmente se o cliente se encontra em uma região turbulenta e não pode reduzir seus gastos militares em curto prazo e, ao mesmo tempo, tem de satisfazer as expectativas políticas do país que deseja comprar armas.

    "A diversificação dos canais de compra de produtos de defesa pela Turquia, bem como o fortalecimento da indústria de defesa nacional, tem um significado especial do ponto de vista de sua transformação em um país mais protegido perante as pressões políticas", comentou Cagri Ehran.

    Em terceiro lugar, os EUA ainda se consideram "líderes do bloco", explicou o autor. "Creem que a aliança da OTAN, embora tenha perdido seu significado anterior, significa que nenhum de seus membros tomaria iniciativas sem antes consultar seu 'líder'".

    Em quarto lugar, os EUA creem que a decisão sobre onde devem ser instalados os sistemas de defesa antiaérea da Turquia deve ser adotada por Washington e querem evitar o aparecimento de uma estrutura que esteja fora do sistema da OTAN, ou seja, de um sistema que eles não possam controlar, explicou o analista.

    Levando em conta a natureza pragmática da política externa dos EUA, é de esperar que a decisão da Turquia de comprar os S-400 assuste os EUA que continuarão criticando duramente esse passo para evitar, pelo menos, que outros países tomem medidas similares no futuro, concluiu Ehran.

    Mais:

    Putin e Erdogan pretendem acelerar a entrega de sistemas S-400 para Turquia
    Senadores dos EUA querem aplicar sanções se Rússia vender mais S-400
    Tags:
    sistema de defesa antiaérea, S-400, Turquia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik