07:23 31 Março 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    18501
    Nos siga no

    Uma aeronave militar russa se aproximou de forma perigosa de uma fragata francesa em oito ocasiões nos últimos meses, comunica a agência de notícias AFP, citando o comandante da Marinha do país, almirante Christophe Prazuck.

    Falando perante a Comissão Internacional de Segurança do Senado em abril, o almirante disse que, no início deste ano, um caça russo da base naval de Tartus, na Síria, alegadamente se aproximou "a uma distância perigosa" da fragata francesa Aquitaine que estava navegando perto da costa síria desde 2015.

    Prazuck adicionou que o incidente "poderia ter resultado em um conflito".

    A AFP citou uma fonte militar francesa dizendo que, depois do incidente, "a tripulação [da Aquitaine] foi obrigada a lembrar ao avião russo sobre as regras de aproximação".

    A agência adicionou que o incidente ocorreu vários dias antes dos ataques de mísseis coordenados pelos EUA, França e Reino Unido contra a Síria em 14 de abril.

    O almirante Prazuck disse também que, durante os últimos anos, a Rússia e China reforçaram significativamente o seu status naval e estratégico.

    "Nos últimos quatro anos a China criou uma força naval que pode ser comparada com a da França, enquanto a Rússia aumentou em 50% a sua força submarina. Portanto, o status naval e estratégico destes dois países mudou durante os últimos anos", concluiu o almirante.

    Mais:

    Fragata 'invisível' francesa é detectada no mar Negro (FOTOS)
    Opinião: porta-aviões russo Admiral Kuznetsov é 'enorme fator político'
    Questão de reputação: o que esconde Londres sobre fracasso de seus submarinos?
    Tags:
    Marinha, frota, caça, fragata, Aquitaine, China, Síria, Rússia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar