14:18 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem do novo drone submarino russo mostrada durante a mensagem anual de Vladimir Putin à Assembleia Federal Rússia

    Novas armas russas provam que no mundo é 'impossível alcançar superioridade militar'

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Defesa
    URL curta
    Novo arsenal da Rússia (46)
    11272

    A demonstração do novíssimo armamento russo prova que no mundo moderno é impossível alcançar a superioridade militar, afirmou o vice-ministro da Defesa da Rússia, Yuri Borisov, nesta quinta-feira (22), durante um programa de canal russo Rossiya 1.

    De acordo com o responsável militar, a apresentação pública de novos tipos de armas não teve como objetivo se vangloriar ou iniciar uma nova corrida armamentista. 

    "Trata-se de uma advertência para o mundo de que, nas condições modernas, é impossível alcançar unilateralmente a superioridade e dominar em um ambiente tão perigoso como o armamento", assinalou. "Frente a alguns desafios, sempre haverá outros como resposta", acrescentou.

    Enquanto isso, o vice-ministro observou que "é impossível impedir o progresso tecnológico" e que nem todas as novas armas russas foram apresentadas.

    Para mais, Borisov reafirmou que outros países, principalmente os EUA, devem tirar conclusões após a demonstração de novas armas russas.

    "Sem dúvida, os colegas no exterior […] encaram com seriedade o anúncio e a demonstração de nossas últimas capacidades. Só que eles talvez tenham que tirar as conclusões adequadas. Mais uma vez, gostaria de destacar, não se trata de uma nova corrida armamentista, mas sim, apelo para nos sentarmos à mesa das negociações", frisou.

    Avanços inovadores do exército russo

    Em 1º de março, durante seu discurso anual perante a Assembleia Federal, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, apresentou as novas armas avançadas do exército russo, que não possuem análogos no mundo.

    O presidente declarou que "o crescente poder militar da Rússia é uma garantia firme da paz em nosso planeta", e assegurou que esse potencial contribuirá para manter "um equilíbrio de forças no mundo".

    "A Rússia desenvolveu e continua aperfeiçoando sistemas altamente eficazes, a preços moderados, para ser bem-sucedida na defesa contra mísseis. Esses sistemas estão instalados em todos os nossos mísseis balísticos intercontinentais", afirmou Putin, observando que "ninguém no mundo possui esse tipo de armas".

    Tema:
    Novo arsenal da Rússia (46)

    Mais:

    Ex-procuradora-geral da Crimeia propõe nomes para novas armas russas
    'Ciúmes e astúcia': analista militar comenta reação de Washington às novas armas russas
    Após tiroteio, Trump não fala em criar novas regras para controlar venda de armas
    Tags:
    equilíbrio estratégico, corrida armamentista, armas, Yuri Borisov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik