02:29 21 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Soldados do Exército Popular de Libertação da China (PLA) na parada militar comemorativa do 90º aniversário do exército chinês, julho de 2017

    'Longa espada': China exibe VÍDEO chocante de teste do míssil de cruzeiro mortal

    © REUTERS / China Daily
    Defesa
    URL curta
    17580

    Com o presidente chinês, Xi Jinping, exigindo que os militares chineses sejam preparados para "vencer qualquer guerra", o Exército Popular de Libertação da China está aumentando o poder de fogo militar.

    A mídia chinesa publicou um vídeo, nunca antes visto, do míssil de cruzeiro nuclear DF-10, capaz de alcançar as bases militares dos EUA no Japão e Coreia do Sul, comunicou o jornal China People's Daily.

    O vídeo mostra seis mísseis lançados da parte de trás dos caminhões.

    Um par de veículos de lançamento de mísseis disparam três mísseis, cada disparo sendo acompanhado por uma música animadora.

    Ao carregar as ogivas nucleares que pesam cerca de 500 quilogramas, os mísseis DF-10 Long Sword (Longa Espada, em português) com alcance de 1,5 km, podem ser instalados em caminhões de mísseis, submarinos e navios de guerra.

    Algumas variações também têm tecnologias furtivas, velocidade supersônica e capacidade de explodir os navios de guerra para fora da água.

    CONFIRA: Três mísseis de cruzeiro chineses DF-10 são mostrados disparando um após o outro, em um vídeo nunca antes visto na televisão chinesa

    De acordo com David Roche, presidente da Estratégia Independente, companhia de Londres que realiza pesquisas na área de estratégia mundial e alocação de ativos, a China e EUA vão "quase inevitavelmente" estar frente a frente em um conflito parecido com a Guerra Fria que afetará todo o mundo.

    Mais:

    Pequim nega que esteja movendo tropas e escudos anti-mísseis para fronteira norte-coreana
    China busca aumentar seu poder nuclear para evitar 'bullying' dos EUA
    Mídia: China está criando exército ultramoderno
    Tags:
    militar, poder, armas, míssil de cruzeiro, teste, Exército Popular de Libertação, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik