00:08 22 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Caça Su-33 pousa na coberta do porta-aviões Admiral Kuznetsov

    Especialista militar conta onde vai operar novo porta-aviões russo

    © Sputnik / Serviço de Imprensa da Frota do Norte/Andrei Luzik/USO EDITORIAL
    Defesa
    URL curta
    7443

    Ontem (25), a mídia russa informou que em breve a Marinha da Rússia receberá um novo porta-aviões. Ao falar com o serviço russo da Rádio Sputnik, o especialista em assuntos militares, Aleksei Leonkov, revelou as vantagens do novo navio.

    De acordo com os cálculos prévios, o comprimento do navio terá 330 metros e a boca — 40 metros. Ele poderá transportar até 90 aviões e helicópteros, bem como receber aeronaves de alerta aéreo antecipado.

    O sistema de decolagem no novo navio vai consistir de um trampolim e um aparelho de aceleração, enquanto o convés de voo será duas vezes maior que o do Admiral Kuznetsov, que por enquanto continua sendo o único porta-aviões na Marinha da Rússia.

    Frisa-se que os trabalhos de construção serão realizados no âmbito do novo programa de armamentos que abrange o período entre 2018 e 2025.

    "Este projeto tem o número 23000 e se chama Shtorm ["Tormenta" em russo]. É um porta-aviões grande, com mais 60 metros de comprimento que o Admiral Kuznetsov. Ele terá dois conveses de decolagem, de um deles os aviões vão decolar com ajuda do trampolim, como no Admiral Kuznetsov, e do outro — com catapultas, para aumentar a capacidade do porta-aviões lançar mais aviões para o ar em simultâneo", contou o diretor comercial da revista Arsenal Otechestva e especialista em assuntos militares, Aleksei Leonkov, ao serviço russo da Rádio Sputnik.

    Ademais, o entrevistado assinalou que o navio receberá provavelmente uma instalação propulsora nuclear e será projetado também em conformidade com os padrões árticos.

    "Os navios desta classe devem sair para zonas oceânicas, nenhuns estreitos devem restringir suas missões de combate. Ou seja, os mares Báltico e Negro não satisfazem essa necessidade. Tais navios são projetados para a Frota do Norte e a do Pacífico. O fato de ter um porta-aviões em um grupo naval aumenta seu potencial de fogo em operações terrestres e a resistência em sistemas de defesa antiaérea", frisou Leonkov.

    Sabe-se também que o poderoso navio Admiral Kuznetsov vai passar por uma modernização no ano corrente.

    Mais:

    Reino Unido envia navio 'de plástico' para escoltar submarinos russos
    O mais antigo navio militar do mundo inicia manobras no mar Negro (FOTOS)
    Cabeça-de-ponte flutuante: quais são as caraterísticas excepcionais do novo navio russo
    Tags:
    navio, porta-aviões, Admiral Kuznetsov, Marinha da Rússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik