09:26 16 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, segura um martelo cerimonial antes de uma reunião entre os ministros da Defesa do bloco e o da Geórgia, em Bruxelas, em 16 de fevereiro de 2017

    OTAN lança projeto para fortalecer a Defesa da Jordânia

    © REUTERS / Francois Lenoir
    Defesa
    URL curta
    406

    A Organização do Tratado do Atlântico Norte, OTAN, lançou hoje um projeto para aumentar as capacidades de defesa e gestão de crise do Reino Haxemita da Jordânia, segundo informou a própria aliança por meio de um comunicado.

    "O projeto de três anos ajudará o Centro Nacional de Segurança e Gerenciamento de Crise da Jordânia a atingir a capacidade operacional total e aumentará a capacidade da Jordânia em resiliência nacional, continuidade do governo e gerenciamento de crises", diz a nota da OTAN.

    Ainda de acordo com o comunicado, o fortalecimento da parceria da organização com Amã está sendo possível graças a contribuições de quatro Estados-membros do bloco: Holanda, Alemanha, Noruega e Turquia. 

    A Jordânia é um dos países citados pelo Wall Street Journal, no ano passado, em reportagem sobre a formação de uma possível coalizão árabe para cooperar com os Estados Unidos e Israel para conter a influência do Irã no Oriente Médio. A ideia teria sido apresentada pelo governo de Donald Trump e contaria ainda, pelo menos, com Arábia Saudita, Emirados Árabes e Egito. 

    Mais:

    CIA: amante judia secreta do ex-rei da Jordânia foi morta por seu filho ilegítimo (FOTOS)
    Israel inicia exercícios militares entre Faixa de Gaza e Jordânia
    Chanceleres de Egito, Jordânia e Palestina publicam comunicado sobre Israel e Palestina
    Líder da Chechênia propõe transferir o Monte do Templo para a Jordânia
    Tags:
    defesa, OTAN, Donald Trump, Irã, Amã, Oriente Médio, Holanda, Alemanha, Noruega, Egito, Turquia, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Israel, EUA, Jordânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik