08:46 19 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos durante os exercícios militares da OTAN Saber Strike, Polônia

    Países da OTAN decidem criar zona militar na Europa

    © AFP 2018/ AFP
    Defesa
    URL curta
    5717

    Os ministros da Defesa dos países-membros da OTAN decidiram criar uma zona militar nos países europeus que fazem parte da Aliança, ou seja, um tipo de Schengen na esfera militar, revelou para a Sputnik uma fonte diplomática e militar de Bruxelas.

    Na véspera, os ministros da Defesa dos países-membros da OTAN chegaram a um resultado positivo quanto à iniciativa em Bruxelas. Os chefes dos Ministérios respectivos aprovaram a criação do Estado-Maior de comando para transferência de forças pela Europa.

    O primeiro a sugerir a ideia foi o ex-comandante das tropas terrestres na Europa, tenente-general Ben Hodges. Ele declarou que tropas aliadas e equipamentos militares devem ser deslocados "com rapidez igual à dos migrantes".

    Segundo Hodges, autorização para deslocamento de tropas e equipamentos militares é um "processo extremamente difícil em uma série de países". Por exemplo, o deslocamento de tropas norte-americanas da Polônia à Alemanha requer aviso prévio de cinco dias.

    Depois, a proposta recebeu apoio de vários países, tais como Lituânia, Estônia e Holanda.

    Observadores militares apontam alguns problemas estruturais quanto ao deslocamento de tropas: as estradas e pontes nos países da União Europeia não conseguem suportar o peso do equipamento militar, os túneis não são altos o suficiente e as pistas de aterrissagem são inapropriadas para aviação militar.

    Mais:

    Chefe da OTAN: 'não queremos Guerra Fria ou corrida armamentista com a Rússia'
    OTAN apoia aumento da presença militar dos EUA na Europa
    Chefe da OTAN afirma que Portugal já pode aumentar gastos com defesa
    Tags:
    equipamento militar, tropas, militar, Schengen, OTAN, Ben Hodges, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik