21:23 06 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    512
    Nos siga no

    Nos próximos dez anos, a Austrália planeja se converter em um dos maiores exportadores internacionais de armas, sendo que a instabilidade global ameaça a paz no mundo.

    O premiê da Austrália, Malcolm Turnbull, anunciou na segunda-feira (29) que seu governo elaborou uma estratégia para aumentar significativamente as exportações de armamento do país. Neste sentido, a nação oceânica busca transformar-se em uma das principais vendedoras de armas do mundo no prazo de 10 anos.

    O elemento central desta nova estratégia é a criação do fundo especial para empréstimos no total de US$ 3,8 bilhões (R$ 11,97 bilhões). O dinheiro deveria ajudar os fabricantes nacionais de armas a acessar os mercados internacionais e impulsionar as exportações.

    Atualmente, a Austrália ocupa o 20º lugar na lista dos maiores exportadores de armas. Nos últimos anos, as exportações aumentaram de US$ 1,5 bilhão (R$ 4,73 bilhões) para US$ 2,5 bilhões (R$ 7,9 bilhões).

    "Considerando nosso orçamento de defesa, devemos ocupar um lugar mais alto", afirmou Turnbull, acrescentando que o objetivo principal do país nessa área é "estar entre os dez primeiros".

    Mais:

    Coreia do Norte avança na produção de plutônio para armas nucleares, diz site
    Kiev propõe a Washington produção conjunta de armas letais
    Conheça resposta dos EUA às novas armas russas
    Rússia: EUA cautelosamente estão guardando armas de destruição em massa
    Tags:
    gastos militares, orçamento militar, líderes mundiais, armas, produção, exportação, Malcolm Turnbull, Austrália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar