11:14 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    2121
    Nos siga no

    De acordo com o relatório do Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI), em 2016, os fabricantes de armamento russos aumentaram suas vendas em 3,8%. O especialista militar Andrei Koshkin, em entrevista ao serviço da Rádio Sputnik, opinou que o crescimento da procura internacional de armas russas é lógico.

    As vendas totais dos 100 maiores produtores mundiais de armas e serviços militares aumentaram 1,9% em 2016, comparando com 2015, informa o relatório. O aumento de vendas dos fabricantes russos de armamentos em 2016, conforme os dados do SIPRI, foi de 3,8%.

    O especialista militar Andrei Koshkin, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, assinalou que nos anos 90 do século passado a indústria de armas russas estava vivendo um período difícil, mas depois começou recuperando. Hoje em dia, a Rússia atingiu grandes êxitos no que se trata da produção de armas e equipamento militar, frisou o especialista.

    "É impossível acumular o êxito de repente. O crescimento ocorreu gradualmente, linearmente, tanto intelectualmente, como no que se refere ao crescimento em quantidade e qualidade. Tudo isso levou ao êxito de hoje. Acredito que no futuro próximo […] este êxito e a demanda no mercado de armas serão sustentáveis. E a segurança nacional do nosso país irá aumentar", assinalou Andrei Koshkin.

    Para o especialista, o crescimento da demanda por armas russas e equipamento militar é mais que lógico.

    "Especialmente após a vitória sobre a maior organização terrorista do mundo [Daesh, proibida na Rússia e em vários outros países]. Isto virou um exemplo claro, evidenciando que as nossas armas e equipamento militar atendem aos requisitos mais severos do mercado de armas. Além disso, os nossos especialistas são capazes de ensinar a utilizá-lo [equipamento militar] com a mesma perfeição que nós. Além disso, vale destacar que a Rússia adopta uma abordagem abrangente no desenvolvimento dos principais tipos de armas e equipamento militar. Sendo assim, hoje em dia a Rússia define a tendência, permitindo concluir que nosso equipamento militar tem demanda."

    Entre as provas do mencionado, vale destacar que a Rússia participará da exposição de armas Gulf Defense & Aerospace 2017, na qual apresentará mais de 200 exemplares de suas armas e equipamento militar, incluindo tanques T-90MS e o sistema de mísseis antitanque Kornet-EM. 

    A exposição terá lugar no Kuwait de 12 a 14 de dezembro.

    Mais:

    Abertamente e sem vergonha: militares dos EUA planejam copiar armas russas
    Especialista: EUA 'ficarão muito preocupados' com entrega de armas russas às Filipinas
    Ao considerar sistemas Iskander como armas russas mais perigosas, Ocidente tem razão
    Tags:
    armas, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar