09:20 16 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Tropas Aerotransportadas da Rússia durante celebração de seu aniversário na Praça Vermelha em Moscou

    Blindagem para Tropas Aerotransportadas: inovações que paraquedistas russos usarão em 2018

    © Sputnik / Iliia Pitalev
    Defesa
    URL curta
    4140

    Material bélico moderno, sistemas de paraquedas perspectivos, armas e equipamento modernizados: estas são algumas das vantagens que as Tropas Aerotransportadas russas receberão para seu serviço no ano que vem. Os paraquedistas russos ficarão mais protegidos, aprenderão a utilizar novos métodos de reconhecimento e de guerra eletrônico.

    De acordo com fontes abertas, nos próximos sete anos as Tropas Aerotransportadas da Rússia receberão mais de 4 trilhões de rublos para rearmamento dos 19 destinados ao Programa Estatal de Armamento para 2018-2025. De acordo com o vice-ministro da Defesa, Yuri Borisov, até 2020, ao menos 70% do material bélico que está em serviço das unidades será moderno. Os arsenais dos paraquedistas já praticamente alcançaram esta meta, sendo que, no momento, 60% do material bélico em serviço das Tropas Aerotransportadas é moderno ou modernizado.

    Tropas Aerotransportadas russas durante competições militares no polígono Raevsky, Novossibirsk
    © Sputnik / Vitaliy Timkiv
    Tropas Aerotransportadas russas durante competições militares no polígono Raevsky, Novossibirsk

    Apenas durante os últimos dois anos, este tipo de tropas adotou em serviço quatro conjuntos de batalhão de veículos de combate BMD-4M e de veículos blindados de transporte de pessoal BTR-MDM, sendo 120 unidades de material bélico no total. Até 2020, essa quantidade subirá para 300 unidades. A artilharia das Tropas Aerotransportadas será reforçada com peças autopropulsadas Sprut-SD. Em 2018, planeja-se adotar em serviço 30 veículos deste tipo. Enquanto isso, se iniciará a retirada dos BMD-1, BTR-D e obuses autopropulsados leves soviéticos Nona, que já demonstraram um ótimo serviço à Pátria, contudo, já se tornaram moralmente obsoletos e fisicamente desgastados. Além disso, em 2018 as Tropas Aerotransportaras receberão 30 veículos de recuperação e resgate BREM-D designados para recuperação de armamento e material bélico em condições de combate.

    Vale ressaltar que praticamente todos os veículos blindados das Tropas Aerotransportadas possuem a letra D em seu nome, ou seja, podem ser desembarcados de paraquedas por via aérea.

    Sendo assim, desde 2018 este tipo de tropas começará a adotar em serviço sistemas de paraquedas Bakhcha-UPDS, que são capazes, de uma maneira rápida, mas segura e cuidadosa, colocar no solo BMD-4M, junto com sua tripulação embarcada, BTR-MDM e veículos blindados Tigr e Taifun.

    Treinamentos das Tropas Aerotransportadas russas
    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Treinamentos das Tropas Aerotransportadas russas

    Além disso, os soldados continuarão seus treinamentos no uso de paraquedas redondos D-10 e Arbalet-2 dirigidos. Usando os últimos, os militares serão capazes de atingir uma velocidade horizontal de até 60 km/hora, uma vantagem de especial importância para este tipo de tropas.

    Em 2018, planeja-se também concluir o reequipamento das Tropas Aerotransportadas russas com o sistema avançado de combate de infantaria Ratnik, adaptado especialmente para este tipo de tropas.

    Recentemente, os paraquedistas adotaram também em seu serviço seis companhias de tanques T-72B3.

    Além do mais, vale ressaltar que, em breve, nas Tropas Aerotransportadas da Rússia surgirão destacamentos equipados com um material bélico especial para cumprir operações com uso de tecnologias complexas. Estes grupos serão responsáveis pela guerra eletrônica e uso militar de drones. Com estas inovações, os paraquedistas obterão capacidades adicionais para acatar inimigo de surpresa.

    Mais:

    Em 2 décadas Rússia forneceu à Colômbia armamentos no valor de US$ 500 milhões
    Para construtor dos sistemas Topol-M e Yars, não existe defesa contra mísseis russos
    Tags:
    equipamento, armas, inovação, Tropas Aerotransportadas, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar