21:58 26 Abril 2018
Ouvir Rádio
    O destróier USS James Williams (DDG-95) da Marinha dos EUA

    Senador russo: treinamento das marinhas dos EUA e Ucrânia no mar Negro é uma provocação

    CC BY 2.0 / Marinha dos EUA / USS James E. Williams transits the Norwegian Sea
    Defesa
    URL curta
    13155

    O treinamento conjunto da Marinha da Ucrânia com o destróier USS James Williams, da Marinha dos Estados Unidos, no mar Negro é uma provocação, disse à Sputnik o vice-chefe da Comissão de Defesa e Segurança do Conselho da Federação da Rússia, Franz Klintsevich.

    Em 2 de dezembro, a Marinha da Ucrânia realizou um treinamento conjunto com o destróier da Marinha norte-americana USS James Williams no mar Negro. Segundo a Marinha da Ucrânia, o objetivo da manobra foi treinar ações conjuntas com os navios dos países aliados de acordo com os padrões da OTAN, aumentar a compatibilidade e reforçar a cooperação.

    "Opomo-nos veementemente [a esse treinamento]. Isso é uma provocação que a Rússia considera como um ato hostil por parte dos EUA", disse Klintsevich.

    Ele acrescentou que um treinamento desse tipo viola todos os acordos com os EUA.

    "Isso é uma provocação porque assim os EUA estão escolhendo como parceiro uma liderança ucraniana absolutamente irresponsável, culpada pela guerra e limpeza étnica no leste do país", acrescentou ele.

    De acordo com o senador russo, esses "jogos" terão consequências graves.

    Anteriormente, o vice-presidente do Comitê de Defesa da Duma de Estado russa, Yuri Shvytkin, disse que as ações dos EUA no mar Negro são inaceitáveis. O treinamento entre a Ucrânia e EUA provoca uma nova espiral da escalada das tensões na região, afirmou o político.

    Mais:

    Mídia britânica: navio chinês teria estado por trás do acidente do John McCain?
    Incidente envolvendo o destróier John McCain deixou inquietos os aliados dos EUA
    Editora-chefe comenta afirmações de John Podesta sobre Sputnik e RT
    Tags:
    destróier, treinamento, relações bilaterais, mar Negro, EUA, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik