03:27 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Lançamento do submarino russo Knyaz Vladimir à água

    Silencioso e rápido: assim é o novo submarino estratégico russo Knyaz Vladimir

    © Sputnik / Semen Vasiliev
    Defesa
    URL curta
    9361

    O novo submarino russo, batizado com o nome do famoso príncipe e lançado à água na sexta (17), possui um deslocamento de 15 mil toneladas, uma velocidade de cerca de 55 km/h e pode levar a bordo 16 mísseis balísticos.

    O submarino estratégico Knyaz Vladimir foi desenvolvido pelo Bureau de Construção Rubin e é um submarino de 4ª geração. Os navios desta classe são silenciosos devido à utilização de elementos especiais na sua construção. Eles possuem um revestimento de absorção de som de novo tipo, bem como outras soluções técnicas.

    Arma estratégica silenciosa

    Os corpos dos submarinos de quarta geração são feitos de aço levemente magnético, o que lhes permite alcançar uma profundidade de até 400 metros. 

    Tal como o submarino multifuncional Kazan da classe Yasen-M lançado à agua no fim de março, o Knyaz Vladimir é dotado de sistemas modernizados de armas de guerra eletrônica. Entretanto todo o "recheio" eletrônico do navio é produzido nos antigos países soviéticos. 

    Concorrente digno 

    O Knyaz Vladimir é o submarino estratégico mais recente e avançado. Ele supera os principais submarinos norte-americanos da classe Ohio.

    ​​O primeiro Borei-A pode submergir a uma profundidade máxima de 400 metros, enquanto o análogo norte-americano só atinge 365 metros. Além disso, a tripulação do Knyaz Vladimir é de 107 militares, enquanto o dos Ohio é de 155.  

    As armas principais do submarino estratégico russo são 16 mísseis balísticos intercontinentais P-30 Bulava, cada dos quais é dotado das ogivas autoguiadas de 150 quilotons. Assim, o Borei-A pode liquidar centenas de alvos com um só disparo. Os submarinos Ohio são dotados de 24 mísseis Trident II de 8 ou 15 blocos. Mas os mísseis russos possuem um alcance operacional maior – 9,3 mil quilômetros contra os 7,8 mil quilômetros dos análogos norte-americanos.  

    Perspectivas para o futuro

    Os submarinos nucleares Borei-B vão ser a continuidade do projeto 955. Segundo o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, general Valery Gerasimov, os trabalhos de desenvolvimento do submarino já estão em curso. O comandante da Marinha russa, Vladimir Korolev, informou na sexta (17) que, após o Borei-B, vai ser iniciado o trabalho de desenvolvimento dos submarinos nucleares de 5ª geração. 

    Trata-se de embarcações multifuncionais do projeto Haski. Elas vão ser armas estratégicas, mas serão capazes de cumprir os objetivos no âmbito da estratégia de dissuasão nuclear. De acordo com a informação disponível, estão sendo discutidas duas variantes dos submarinos. A primeira será dotada dos mísseis antinavio Kalibr para conter os submarinos estratégicos como os Ohio. A segunda pode ser equipada com os mísseis supersônicos russos Tsirkon. 

    Mais:

    Estados Unidos teriam entrado em submarino atômico russo sem permissão?
    Submarino russo lança ataque com mísseis de cruzeiro contra Daesh em Deir ez-Zor
    Tags:
    dissuasão, capacidade militar, defesa, arma, modernização, submarino, mísseis, Knyaz Vladimir, Ohio, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar