12:53 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Militares russos perto de morteiros autopropulsados Tyulpan durante exercícios militares

    Regresso de veteranos: Rússia recupera lendários canhões nucleares de grande calibre

    © Sputnik/ Sergei Orlov
    Defesa
    URL curta
    24444

    Construtora militar Uraltransmash até 2020 irá fazer a revisão completa e lubrificar todos os morteiros autopropulsados 2S4 Tyulpan existentes em reserva a pedido do Ministério da Defesa russo, informou uma fonte na indústria bélica. Conheça as caraterísticas interessantes deste armamento.

    Nesta semana já foram reparados 16 morteiros do primeiro grupo. Além disso, vão ser restaurados outros canhões de grande calibre, os 2S7 Pion de calibre 203 mm.

    Velha escola

    O morteiro autopropulsado soviético de calibre 240 mm Tyulpan é um verdadeiro "veterano". Foi desenvolvido ainda na década de 1960 com base em um morteiro rebocado de 1945.

    Vale destacar que o primeiro protótipo do Tyulpan conseguiu fazer apenas dois disparos e quebrou por causa da onda dinâmica monstruosa. No entanto, após ser modificado, o morteiro gigante foi aceito em serviço e colocado em produção. Agora, a Rússia possui 500 morteiros deste tipo, tanto em serviço como em reserva.

    "Apesar destes sistemas serem bastante antigos, ainda hoje não há concorrentes que possam superar seu poder de fogo", contou à Sputnik um representante da indústria de defesa russa. Segundo ele, após modernização, os Tyulpan receberão novos aparelhos de pontaria, estações de rádio e equipamento de navegação.

    O calibre do Tyulpan não tem análogos no mundo. Uma granada lançada por ele pode furar uma estrutura de concreto feita de pavimentos de um edifício de 12 andares ou o teto de um hangar reforçado. O alcance é de até 9 quilômetros. Entres os projéteis que pode disparar o Tyulpan há os de alto poder explosivo contra infantaria e estruturas, granadas ativas a reação, com um alcance que pode ser aumentado até 20 quilômetros, e munições originais guiadas Smelchak com pontaria exterior.

    Morteiro autopropulsado russo 2S4 Tyulpan
    © Sputnik/ Kirill Kallinikov
    Morteiro autopropulsado russo 2S4 Tyulpan

    Apesar do Tyulpan ser uma arma universal, convém mais usá-lo contra as baterias de mísseis ou de artilharia fortificadas, bunkers, postos de comando subterrâneos e outros objetivos inimigos invulneráveis à artilharia comum.

    Por causa disso, o antigo morteiro soviético pode ser classificado como uma potente arma nuclear tática, pois um disparo nuclear é capaz de eliminar uma unidade com dimensão de brigada.

    Canhão nuclear

    O canhão autopropulsado 2S7 Pion de 203 milímetros tem um calibre menor do que o Tyulpan, mas em compensação possui um alcance cinco vezes maior, sendo assim um verdadeiro canhão. O Pion pode lançar projéteis nucleares ou de alto poder explosivo a uma distância de até 35 quilômetros e munições ativas a reação a uma distância de 47 quilômetros.

    Os Pion também estão sendo reparados a pedido do Ministério da Defesa russo e, segundo os construtores, "ficarão mesmo como novos".

    O Pion foi projetado para atacar a retaguarda do inimigo, realizar bombardeamentos maciços de objetivos de importância especial, entre outras tarefas. A cadência de tiro da versão modernizada atinge 2,5 tiros por minuto. Pode parecer uma velocidade baixa, mas para a artilharia de calibre tão grande é mais do que suficiente.

    É de ressaltar que o exército soviético nunca utilizou os Pion em condições de combate.

    Militares perto de um canhão autopropulsado 2S7 Pion no âmbito da exposição técnico-militar EXÉRCITO 2017
    © Sputnik/ Kirill Kallinikov
    Militares perto de um canhão autopropulsado 2S7 Pion no âmbito da exposição técnico-militar EXÉRCITO 2017

    Além dos Tyulpan e Pion, o exército russo tem em serviço vários sistemas de artilharia de calibres diferentes, desde morteiros de calibre 82 mm até obuses de 152 milímetros.

    Até 2020, planeja-se equipar o exército com o novo canhão autopropulsado Koalitsia-SV que poderá realiza díspar munições guiadas via GLONASS.

    Mais:

    Engenheiro constrói canhão eletromagnético único (VÍDEO)
    São publicadas primeiras fotos do tanque mais misterioso da URSS
    Resposta a Pyongyang? Seul revela tanque modernizado K21 (FOTOS)
    Tags:
    lendas, canhões, morteiros, artilharia, 2S7 Pion, 2S4 Tyulpan, Ministério da Defesa (Rússia), Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik