19:47 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Pantsir-S1

    Como Rússia responderá às ameaças crescentes? Com novo sistema antiaéreo Pantsir

    © Sputnik/ Mikhail Fomichev
    Defesa
    URL curta
    11762180

    A versão atualizada dos sistemas antiaéreos de curto alcance Pantsir S1 terá um maior raio de deteção e capacidade de destruição que o das versões existentes.

    A Rússia vai acabar em 2019 o desenvolvimento do Pantsir-SM, a versão modernizada do sistema antiaéreo terrestre de curto alcance S1 e já está realizando os testes de vários protótipos deste armamento. As capacidades do novo sistema superam substancialmente as dos modelos existentes, informa o RT.

    O Pantsir-S1 surge como uma combinação de um potente radar, de mísseis terra-ar e de canhões antiaéreos de 30 mm, por isso é capaz de neutralizar os alvos a curta e média distância. 

    Por sua vez, o Pantsir-Sm vai receber um novo míssil de alta velocidade com capacidade de deteção e destruição quase duas vezes maior: espera-se que o míssil consiga detectar alvos a uma distância de até 75 km e destruí-los a uma distância de até 40 km, enquanto a versão atual Pantsir-S1 é de 40 e 20 km respetivamente.

    De acordo com o chefe do consórcio Visokotochnye Kompleksy, Aleksandr Denisov, o míssil guiado de alta velocidade desenvolvido para o novo Pantsir  pode ser utilizado nas versões anteriores. 

    Mais:

    Marinha da Rússia receberá novo complexo antiaéreo Pantsir-ME em breve
    Rússia começa produção em série da versão naval do sistema Pantsir (FOTO, VÍDEO)
    Tags:
    capacidade militar, armamento, defesa antiaérea, desenvolvimento, modernização, defesa, Pantsir, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik