14:40 24 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    236
    Nos siga no

    O Congresso dos EUA concordou com todos os detalhes necessários para permitir gastos em desenvolvimento de um míssil de médio alcance. A medida faz parte do projeto de orçamento da Defesa para 2018.

    O novo orçamento militar prevê a atribuição de US$ 58 milhões (R$ 190 milhões) para desenvolver o novo míssil. Segundo as autoridades estadunidenses, esta decisão representa uma resposta à alegada violação por parte da Rússia do Tratado de Forças Nucleares de Alcance Intermediário (Tratado INF).

    De acordo com os documentos publicados pelo Comitê de Serviços Armados do Senado, a autorização do financiamento para desenvolver o míssil em questão, é considerada "a medida de resposta ao incumprimento russo do Tratado INF, incluindo o programa de investigação e desenvolvimento de um míssil terrestre de médio alcance".

    Segundo o documento, esta medida "não significará a violação do tratado" por parte dos Estados Unidos, pois os legisladores permitem —mas não obrigam— o Pentágono de desenvolver esta arma, algo que tecnicamente não representa nenhuma violação do Tratado INF.

    Entretanto, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, afirmou repetidamente que todas as acusações dos EUA em relação ao Tratado INF quanto à Moscou, não têm fundamento.

    O Tratado INF é um acordo internacional entre Estados Unidos e União Soviética, assinado em 8 de dezembro de 1987. O acordo proíbe ambos os países de possuírem mísseis balísticos e mísseis de cruzeiro nucleares ou convencionais com alcances entre 500 e 5.500 km.

    Mais:

    Interceptores dos EUA no Alasca visam mesmo os mísseis de Teerã e Pyongyang?
    Rússia reforça controle sobre áreas de lançamento de mísseis balísticos dos EUA
    O mais imprescindível: conheça 5 armas que EUA poderiam usar na nova guerra coreana
    Preocupações dos EUA: que país vencerá na corrida às armas hipersônicas?
    Tags:
    gastos militares, orçamento militar, médio alcance, fundos, míssil balístico, desenvolvimento, aprovação, Pentágono, Congresso dos EUA, Sergei Lavrov, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar