20:31 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Sistema de lança-chamas russo TOS-1A

    NI: Rússia mostra ao mundo potência de tanques de mísseis mortíferos TOS-1A

    © Sputnik /
    Defesa
    URL curta
    7301

    O blindado TOS-1A Buratino foi apresentado durante o treinamento no polígono de Shikhany, localizado no sudeste da parte europeia da Rússia no fim de outubro, informa o The National Interest.

    A publicação acrescenta que o Buratino não é uma arma nova, mas ele se tornou muito popular devido ao seu poder de fogo.

    O tanque é dotado de duas dezenas de foguetes de 220mm equipados com ogivas termobáricas ou incendiárias.  As últimas provocam uma explosão enorme emitindo uma nuvem química inflamável. A salva completa devastará uma área de 200 x 400 metros. 

    Durante o treinamento em Shikhany, drones especiais sobrevoaram a área, ajudando os lançadores de mísseis a atingirem seu alvo — uma instalação militar, informou o The National Interest   .

    O Buratino não possui um alcance operacional elevado, de até 3,5 km na sua versão TOS-1 e de até 6 km na TOS-1A. Mas aparentemente os criadores não consideraram o curto alcance do blindado como uma desvantagem, afirma o autor do artigo Robert Beckhusen. Ao contrário, eles consideraram o TOS-1 como uma arma de apoio às forças armadas durante os ataques nos campos de batalha europeus. O Buratino se destina para destruir bunkers, fortificações militares e zonas urbanizadas.

    O autor aponta que o tanque é popular devido ao seu poder de fogo. O exército do Iraque utilizou os Buratinos russos em 2014 e depois os utilizou novamente em 2016 e 2017 durante a ofensiva para libertar Mossul. 

    Em 2016, o exército do Azerbaijão atacou as forças da Arménia, durante um dos mais mortíferos episódios de violência na área em disputa de Nagorno-Karabakh. 

    De acordo com o governo russo, a Arábia Saudita pode se tornar um comprador dos blindados, afirma o autor. O acordo de fornecimento de armas de 3 bilhões de dólares com a Arábia Saudita, inclui o fornecimento dos sistemas TOS-1A e os S-400, bem como os lança-granadas AGS-30 e mísseis antitanque Korney-EM e AK-130s.

    A Rússia está modernizando seus TOS-1A. Recentemente em 2016, o país finalizou o desenvolvimento da nova versão do foguete para o blindado, com uma nova ogiva e um novo propulsor a combustível sólido que permite um alcance adicional de 4 km até 10 km.

    Mais:

    Rússia apresenta pequeno tanque-bomba
    Rússia produzirá tanque Armata não tripulado em 2018
    Tags:
    defesa, capacidade militar, ogiva, foguete, mísseis, tanque, TOS-1A, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik