00:42 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldado quirguiz (arquivo)

    Destino de mais uma base militar russa no Quirguistão

    © Sputnik/ Vladislav Belogrud
    Defesa
    URL curta
    0 130

    Rússia considera suficiente o número de bases militares que tem no Quirguistão em meio à proposta de Bishkek de abrir mais uma, disse em entrevista à Sputnik o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Grigory Karasin.

    "A Rússia, diferentemente de outros países que todos conhecemos, não procura invadir todo o globo com bases militares, não buscamos quantidade", disse Karasin ao responder à pergunta correspondente.

    O diplomata sublinhou que, para a Rússia, instalações no exterior visam exclusivamente realizar "objetivos concretos para garantir a segurança da Federação da Rússia e a dos nossos aliados mais próximos".

    "As bases militares russas na Ásia Central [no Quirguistão e Tajiquistão] são capazes de enfrentar as principais ameaças, tanto existentes como potenciais, na região", afirmou.

    Segundo Karasin, a Rússia visa "concentrar seus esforços para aumentar a capacidade de combate das bases mencionadas, aperfeiçoar a sua infraestrutura, melhorar preparo combativo e a coordenação das ações dos efetivos, em particular, na hora de interação com unidades das forças armadas dos novos sócios", adicionou.

    Atualmente, a Rússia possui duas bases no Quirguistão e uma no Tajiquistão.

    Mais:

    'Guerra Fria': Exercícios militares russos na fronteira com a OTAN preocupam o Ocidente
    Manobrável e potente: Rússia testa seu robô de combate e de reconhecimento Vikhr
    Por que está o Ministério da Defesa russo reforçando suas bases militares na Ásia Central?
    Tags:
    capacidade militar, forças armadas, base militar, Grigory Karasin
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik