17:13 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Sistema russo de mísseis guiados antitanque Khrizantema-S

    Rússia protegerá sua infantaria com 'barreira antitanque'

    © Sputnik / Vitaly Belousov
    Defesa
    URL curta
    2240
    Nos siga no

    As Forças Armadas da Rússia vão receber em breve um sistema único que lhes permitirá proteger os seus militares de ataques de tanques, canhões autopropulsados e outros veículos blindados, disse uma fonte do Ministério da Defesa russo.

    Segundo esta fonte, o novo sistema poderá controlar em tempo real os sistemas de mísseis antitanque, bem como detectar alvos e determinar sua velocidade e trajetória.

    O sistema poderá também analisar suas coordenadas e entregá-las aos sistemas de mísseis, tornando mais eficaz a resposta às forças adversárias. De acordo com os especialistas militares, essa novidade se tornará um obstáculo praticamente insuperável para os veículos blindados do adversário.

    Isso permitirá à Rússia criar um sistema inteligente de defesa antitanque, que coordenará o potencial ofensivo dos batalhões de fuzileiros motorizados e das unidades antitanque. O sistema será capaz de detectar as direções das armas do inimigo, como tanques e canhões autopropulsados, após o que traçará um plano de destruição dos alvos.

    Os sistemas de mísseis de longo alcance Khrizantema estarão na linha de frente desta "barreira antitanque". Esses complexos únicos não são apenas equipados com ferramentas ópticas, mas também têm sistemas de radar e podem atingir alvos à distância de até seis quilômetros em quaisquer condições climáticas.

    Depois do Khrizantema, os veículos do inimigo terão que lidar com os sistemas Kornet e Shturm, que têm um alcance de até cinco quilômetros. Finalmente, os veículos do inimigo serão atacados pelos sistemas antitanque de curto alcance Metis.

    Segundo o especialista militar Aleksei Khlopotov, "os veículos blindados continuam desempenhando um papel importante, porque são capazes de realizar ataques decisivos e penetrar a defesa [do inimigo]".

    "Assim como na época da Segunda Guerra Mundial, a luta contra veículos blindados continua sendo uma prioridade no desenvolvimento de sistemas de defesa", disse Khlopotov.

    O especialista sublinhou que é pela primeira vez que a Rússia integra a defesa antitanque em um sistema de defesa comum.

    Mais:

    Ministério da Defesa russo critica ataque 'cínico' da aviação americana na Síria
    Maior empresa de aviação militar russa MiG elabora 3 novos tipos de drones
    Tags:
    defesa, sistema antitanque, Khrizantema-S, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar