16:57 26 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    060
    Nos siga no

    Navios do Exército de Libertação Popular da China e da Frota do Pacífico da Rússia saíram ao mar para realizar a fase ativa das manobras Cooperação Marítima 2017, informou o chefe do Departamento de Informação da Assessoria de Imprensa da Região Militar Oriental para a Frota do Pacífico, Vladimir Matveev.

    Segundo Matveev, antes dos navios saírem ao mar, o comando unido das duas Marinhas esteve reunido para planejar as manobras.

    "Todos os elementos das manobras foram simulados em mapas, os comandantes dos navios informaram o Estado-Maior sobre a prontidão das tripulações para as manobras e suas decisões", afirmou.

    Os militares treinarão ações conjuntas de defesa dos navios ancorados, missões de busca, salvamento e reboque de embarcações, libertação de navios capturados, deteção e reconhecimento de alvos da defesa antiaérea conjunta. Planeja-se realizar tiros de artilharia contra alvos no mar. Pela primeira vez, no âmbito de tais exercícios será simulada uma missão de salvamento da tripulação de um submarino convencional afundado a grande profundidade.

    A fase ativa das manobras decorrerá no mar do Japão (também conhecido como mar do Leste) e no mar de Okhotsk. Dela participarão 15 navios de superfície e submarinos, dois veículos submarinos de resgate, quatro aviões antissubmarino e quatro helicópteros embarcados da Frota do Pacífico e da Marinha chinesa.

    Mais:

    Esquadrilha chinesa chega ao Extremo Oriente russo para participar de exercícios conjuntos
    Moscou e Pequim mobilizam navios, submarinos e aviões de guerra no Pacífico
    Tags:
    Rússia, China, Vladimir Matveev, Marinha da China, Frota do Pacífico, Cooperação Marítima, manobras navais, fase ativa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar