11:46 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Blindado antitanque Terminator-3

    Lista de compras das Forças Armadas da Rússia foi de quase US$ 3 bi (FOTOS)

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Defesa
    URL curta
    3210
    Nos siga no

    O ministério da Defesa da Rússia revelou os seus planos de aquisição para os próximos anos. A "lista de compras, que incluiu tanto armas convencionais, quando as mais modernas e avançadas, foi anunciada durante o fórum militar internacional EXÉRCITO 2017, que foi realizado na semana passada na região de Moscou.

    O vice-ministro da Defesa, Yuri Borisov, declarou que durante o fórum EXÉRCITO 2017 o ministério assinou 23 contratos no valor total de 170 bilhões de rublos (cerca de US$ 2,8 bilhões). Grande parte do equipamento adquirido foi testado com sucesso durante a campanha na Síria.

    Fórum militar EXÉRCITO 2017 foi uma excelente oportunidade para ver em ação muitos dos equipamentos militares, que foram apresentados ao público, como no vídeo abaixo.

    Tanque T-14 Armata

    A plataforma Armata, considerada o futuro dos blindados russos, continua a ser um "trunfo" para o ministério da Defesa, disse Borsov. "Podemos usar ela sempre que quisemos, podemos aumentar a sua produção em série quando necessário e ficar à frente de nossos colegas, por assim dizer", afirmou.

    O plano atual é ter 100 tanques de batalha T-14 utilizando plataforma Armata nas forças armadas russas até o ano de 2020. Uma das principais vantagens do tanque é a sua torre totalmente automatizada e não tripulada, bem como câmeras HD que oferecem uma boa visão externa. No futuro, o tanque poderá ser equipado com um drone.

    Tanque russo T-14 Armata
    © Sputnik / Ilia Pitalev
    Tanque russo T-14 Armata

    Tanque T-90M

    Apesar das novidades, as versões modernizadas dos atuais tanques russos concorrem bem como os seus similares estrangeiros. Por isso o ministério da Defesa diz não tem pressa para substituir a frota atual pelo T-14, disse Borisov. O contrato assinado com Uralvagonzavod, o principal produtor de blindados da Rússia, visa a modernização dos tanques antigos. Os militares russos receberão a terceira grande atualização do modelo T-90M, que agora possui uma nova torre com uma arma de 125mm adicional e um novo sistema de controle de incêndio.

    Veículo blindado antitanque Terminator

    O ministério também anunciou a compra de um lote de veículos blindados Terminar, que utilizam o chassi do tanque T-72 e que foram projetados como unidades de apoio aos tanques. Os militares da Rússia compraram os blindados para realização de testes, mas o novo contrato contempla a sua posterior adoção pela corporação.

    Blindado antitanque Terminator-3
    © Sputnik / Mikhail Voskresensky
    Blindado antitanque Terminator-3

    Blindado BMP-3 atualizado

    O veículo blindado de combate da infantaria BMP-3, com nova torre Epokha, também estava na lista de compras do ministério. A torre Epokha, de controle remoto, foi projetada como uma plataforma modular que pode ser equipada facilmente com novas armas. A versão demonstrada pelo produtor KBP trazia um canhão de 57mm, lançadores de mísseis anti-tanques Kornet e o sistema de mísseis guiados Bulat, que está atualmente em desenvolvimento.

    ​Caça Su-57 de quinta geração

    Outro armamento avançado, que estará a disposição das forças armadas russas, é o caça de quinta geração Su-57. A aeronave deve entrar em serviço no próximo ano. O corpo do caça de última geração é feito de materiais compósitos, o tornando invisível para os radares e conferindo vantagem durante as missões de combate.

    Caças Sukhoi T-50
    © Sputnik / Sergey Mamontov
    Caças Sukhoi T-50

    Caça de treino Yak-152

    Muito menos imponente do que o Su-57, mas não menos importante para força aérea, é o caça de treinamento Yak-152. O ministério da Defesa espera assinar o primeiro contrato para três lotes de Yak-152 antes do final do ano. O modelo é projetado para pilotos militares iniciantes. O novo avião fez seu primeiro vôo no ano passado e gradualmente substituirá o modelo Yak-52.

    Yak-152
    © Sputnik / Eugene Odinokov
    Yak-152

    Corveta da classe Karakurt

    Para a Marinha, o ministério adquiriu corvetas da classe Karakurt, embora Borisov não tenha divulgado o valor dos contratos. O primeiro navio foi entregue no início deste ano e outros cinco estão em construção.

    Os navios de 800 toneladas são projetados para combate na zona litoral e carregam oito mísseis Oniks ou Kalibr como sua arma principal.

    Corveta do projeto 22800
    © Sputnik / Sergey Mamontov
    Corveta do projeto 22800

    Fragata da classe Admiral Grigorovich

    O ministério também considera adquirir mais duas fragatas da classe Admiral Grigorovich, além das três que já estão em construção para a frota do Mar Negro e as três em uso, disse o vice-ministro. Outra possível compra seria de dois submarinos furtivos da classe Lada. O financiamento para ambos já foi solicitado.

    A longo prazo, o ministério pretende financiar a construção de um novo porta-aviões que, de acordo com Borisov, pode acontecer em 2025.

    Fragata Admiral Grigorovich
    © Sputnik / Vasiliy Batanov
    Fragata Admiral Grigorovich

    Míssil de cruzeiro Iskander-M

    Borisov também anunciou a assinatura do contrato com a empresa OKB Novator, para produção de mais mísseis de cruzeiro para o sistema Iskander-M. O lançador tático pode disparar mísseis balísticos ou de cruzeiro. O ministério também encomendou lançadores, radares e pontos de controle para armar o exército russo.

    Outra compra anunciada foi a do satélite de reconhecimento Lotos-M que "fornecerá suporte de informação para a Marinha", disse ele. Trata-se da nova versão do satélite de inteligência de sinal Lotos-S. Os militares russos já possuem dois deles em órbita, que fazem parte do sistema Liana, usado pela Marinha russa para detectar e atingir alvos potencialmente hostis.

    Iskander-M
    © Sputnik / Evgeny Biyatov
    Iskander-M

    Helicópteros de combate

    O vice-ministro também mencionou a assinatura de contrato para dois projetos de pesquisa e de desenvolvimento dos militares russos. Um deles se chama Skorost [velocidade em russo] e será conduzido por dois anos pelo fabricante do helicóptero Mil, "que irá criar fundamento tecnológico para criar aeronaves de novo tipo". Segundo fontes militares, Mil estaria trabalhando em uma versão do Mi-24, que seria capaz de atingir a velocidade de até 500 quilômetros por hora.

    Helicópteros Mi-24 (imagem referencial)
    © Sputnik / Pavel Lisitsyn
    Helicópteros Mi-24 (imagem referencial)
     

    Um outro projeto se chama Zadira-16 [algo como valentão em russo] e foi assinado com o Centro Nuclear Federal da Rússia. O novo sistema seria baseado em "novos princípios da física", segundo Borisov.

    Mais:

    Rostec assinou contratos no valor de US$ 680 milhões durante o fórum EXÉRCITO 2017
    Ver o oculto: moscovitas aproveitam chance rara de enxergar armamentos russos de perto
    Tags:
    armas, Su-57, Karakurt, BMP-3, Terminator-3, Admiral Grigorovich, T-90MS, Yak-152, Mi-24, Iskander-M, T-14 Armata, Yuri Borisov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar