04:04 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    31015
    Nos siga no

    Em 26 de outubro de 2001, o Departamento de Defesa dos EUA anunciou que o avião X-35 da Lockheed Martin ganhou o concurso para Joint Strike Fighter, superando o X-32 da Boeing. Mas o que tem isso a ver com o F-35?

    O Joint Strike Fighter (JSF) foi um programa militar dos EUA para criação de um novo avião do tipo caça tático. Devia ter capacidades furtivas e ser de quinta geração para substituir os F-16, A-10, F/A-18 e o AV-8B como caça tático dos EUA e seus aliados.

    Assim, a empresa Lockheed se tornou a fabricante de todas as plataformas de combate de quinta geração dos EUA.

    Uma das razões principais por que o projeto da Lockheed Martin foi selecionado e o da Boeing foi descartado é que o sistema de elevação direta do X-32, que usava o empuxo do motor para levantar o avião, era propenso a estol, explica Dave Majumda em seu artigo na revista The National Interest.

    Também foi questionado se o seu motor seria suficientemente potente para levantar um F-32 totalmente operacional.

    No entanto, o F-35 da Lockheed sofreu uma grande quantidade de atrasos na produção, falhas técnicas e excessos de custos. Agora o preço estimado do programa é de mais de 391 bilhões de dólares para o desenvolvimento e aquisição de 2.457 jatos, de acordo com o gabinete de controladoria do Governo.

    Mais do que isso, embora o F-35B tenha sido originalmente projetado para atingir capacidade operacional inicial em 2010, isso só foi conseguido apenas em 2015, cinco anos mais tarde.

    Poderia a Boeing ter sido a melhor opção? É difícil dizer. O Joint Strike Fighter sempre foi um programa muito ambicioso e desafiante. A Boeing provavelmente se deparou com problemas técnicos e orçamentários, mas de outro tipo. De acordo com o autor do artigo, o principal problema do programa foi o desejo irresistível do Pentágono de obter um "avião maravilhoso" capaz de substituir toda uma série de caças.

    Outros especialistas destacam que o Boeing X-32 poderia ser uma alternativa real para o infame F-35. Construído com as mesmas características técnicas, os X-32 e F-35 mostraram parâmetros de desempenho relativamente semelhantes.

    Mais:

    F-35 poderia ter sido substituído por este avião de aspecto estranho (FOTOS)
    Força Aérea israelense passa a ter mais caças F-35
    Tags:
    aviação, caça, F-35 Joint Strike Fighter, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar