16:55 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Exercícios russo-bielorússos Zapad (foto de archivo)

    Ucrânia crê que Rússia e Bielorrússia pressionam a OTAN com suas manobras

    © Sputnik/ Aleksei Druzhinin
    Defesa
    URL curta
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)
    1471

    O chefe de Estado-Maior da Ucrânia, Viktor Muzhenko, qualificou como pressão sobre os países da OTAN as manobras russo-bielorrussas Zapad 2017 (Ocidente 2017) que se realizarão de 14 a 20 de setembro na Bielorrússia.

    "Essa é uma tentativa de exercer pressão, tanto sobre a Ucrânia, quanto sobre os países membros da OTAN. Em primeiro lugar, se trata dos Estados da Europa Oriental – os Países Bálticos e a Polônia. Consequentemente, a OTAN resolveu aumentar o seu contingente nessa região", ressaltou Muzhenko em entrevista à agência LIGA.net.

    A presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, já havia afirmado que os EUA aumentariam sua presença militar no país durante os exercícios militares russo-bielorrussos.

    Por sua vez, o embaixador americano na Estônia, James Melville, havia declarado que os EUA destacariam uma companhia de soldados para cada um dos três Países Bálticos antes do início dos exercícios Zapad.

    Vários países da OTAN têm expressado preocupação pelas manobras conjuntas.

    Por exemplo, o Ministério da Defesa da Lituânia elaborou um relatório sobre ameaças à segurança em que indicou que os exercícios Zapad 2017 representam um perigo particular.

    Enquanto isso, o Ministério da Defesa da Bielorrússia classificou esse relatório como um "disparate", se escusando a comentá-lo. No que toca à reação da Rússia, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que isso foi uma manifestação de "russofobia total imposta de fora".

    Tema:
    Manobras perto da fronteira ocidental da Rússia (36)

    Mais:

    Lituânia considera exercícios militares Zapad 2017 uma ofensiva contra OTAN
    Tags:
    manobras, Zapad 2017, Ministério da Defesa da Ucrânia, OTAN, Viktor Muzhenko, Dalia Grybauskaite, Dmitry Peskov, Bielorrússia, Lituânia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik