08:00 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Dia da Marinha em Sevastopol, Rússia

    O que esperar do Dia da Marinha que se celebrará em São Petersburgo?

    © Sputnik / Vassily Batalov
    Defesa
    URL curta
    23120

    O Dia da Marinha da Rússia é comemorado anualmente no último domingo de julho. Este ano, pela primeira vez na história, ele vai contar com um grande desfile naval nos portos das cidades russas de São Petersburgo e Kronstadt.

    Nas vésperas do feriado, o presidente russo, Vladimir Putin, assinou um decreto sobre os princípios da doutrina naval até 2030.

    Das celebrações por toda a Rússia participarão cerca de 200 navios, barcos e navios de abastecimento.

    Os residentes e visitantes de São Petersburgo e Kronstadt terão a possibilidade de assistir o desfile de mais de 60 navios e submarinos de todas as classes, de 40 aeronaves da aviação naval, bem como do "avô da Marinha russa" – o barco de Pedro I.

    O comandante em chefe da Marinha russa, Vladimir Korolev, disse que neste ano os navios vão passar não em linha durante o desfile, mas vão seguir a esteira com uma velocidade definida.

    Após o desfile, as pessoas poderão visitar os navios de guerra e barcos especialmente preparados para excursões.

    No documento sobre os princípios da doutrina naval que entrou em vigor em 20 de julho, é indicado que a Marinha é uma das principais prioridades da Rússia. A Rússia “não permitirá o domínio de uma Marinha de outro país sobre a sua Marinha” e espera manter o segundo lugar no mundo em termos de poder da sua força naval.

    Depois de 2025, de acordo com a doutrina, os mísseis hipersônicos e os sistemas robóticos para diversos fins, incluindo veículos submarinos autónomos, vão entrar ao serviço da Marinha da Rússia.

    No dia 28 de julho, nos estaleiros russos foi iniciada a construção de três submarinos de combate. Um deles é o submarino nuclear multifuncional do projeto Yasen-M, que será chamado de Ulyanovsk. Este submarino deverá ser incorporado na Frota da Norte da Rússia em 2024.

    Mais dois submarinos não atômicos do projeto 636.3 da classe Varshavyanka começaram a ser construídos em 28 de julho para serem implantados no Pacífico. Estes submarinos diesel-elétricos terão os nomes de Petropavlovsk-Kamchatsky e Volkhov.

    No início de julho, no estaleiro Severnaya Verf de São Petersburgo, durante o 8° Salão Internacional da Marinha, foi lançada à água a corveta Gremyaschy, do projeto 20385.

    Os submarinos não atômicos do projeto 636.3 da classe Varshavyanka realizam com êxito as suas missões. Por exemplo, eles mostraram ótimos resultados durante os ataques contra as forças terroristas na Síria, usando complexos de mísseis Kalibr-PL a partir do mar Mediterrâneo.

    A Rússia realiza desde o dia 30 de setembro de 2015 uma operação antiterrorista na Síria, a pedido do presidente legítimo do país, Bashar Assad.

    Mais:

    Navios da Marinha russa destroem alvo convencional no mar Cáspio
    Novíssimo destróier entra no serviço da Marinha dos EUA (FOTOS)
    Marinha de Israel treina resgate de reféns (VÍDEO)
    Tags:
    navios russos, navios de guerra, desfile militar, desfile, Marinha da Rússia, Kronstadt, São Petersburgo, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar