01:38 22 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Destróier mais recente dos EUA, USS John Finn

    Novíssimo destróier entra no serviço da Marinha dos EUA (FOTOS)

    CC0 / Marinha dos EUA / USS John Finn (DDG-113)
    Defesa
    URL curta
    3138161422

    O destróier mais recente dos EUA, USS John Finn, entrou em serviço após uma cerimônia solene realizada na base naval de Pearl Harbor, no Havaí.

    O novo navio envia um claro sinal para os aliados e inimigos dos EUA na região da Ásia-Pacífico: Washington tem seus próprios interesses nesta parte do mundo, ressaltou o chefe do Comando do Pacífico das Forças Armadas dos EUA, o almirante Harry Harris, durante a cerimônia.

    "Acreditamos na paz apoiada na força. O aparecimento deste navio aponta a nossos amigos e inimigos que levamos muito a sério esta região", disse o almirante.

    Este navio de guerra multifuncional tem 155 metros de comprimento e pesa 9.140 toneladas. O USS John Finn está equipado para a realização de operações de guerra antiaérea e antissubmarino.

    ​Como outros navios da classe, o destróier conta com dois canhões CIGS de 30 milímetros, dois sistemas AGS de 155 milímetros, um sistema avançado de mísseis antinavio e um lançador de torpedos.

    ​Além disso, está equipado com lançadores verticais para diferentes tipos de mísseis. O convés do USS John Finn pode acolher dois helicópteros MH-60R.

    Este é o primeiro destróier da sua classe a utilizar uma versão do sistema Aegis que permite ao navio efetuar simultaneamente combates antiaéreos e executar ações de defesa contra mísseis balísticos.

    "Isso significa que o USS John Finn vai para o combate com espada e com escudo", explicou Harris.

    O sistema antiaéreo do navio usa radares AN/SPY-1 da Lockheed Martin que a própria empresa descreve como "o sistema de radar multifuncional mais avançado da Marinha".

    ​O navio foi construído pela empresa Huntington Ingalls Industries, baseada no Mississippi.

    A tripulação do USS John Finn é composta por 350 efetivos que serão chefiados pelo comandante Michael Wagner.

    ​O novo destróier foi batizado em nome do marinheiro norte-americano John Finn, que defendeu a base de Pearl Harbor durante o histórico ataque japonês em 7 de dezembro de 1941. Finn sofreu 20 ferimentos durante o ataque, mas não abandonou o campo de batalha. Por seu heroísmo, este marinheiro foi condecorado com a Medalha de Honra. Finn morreu em 2010, aos 100 anos.

    Mais:

    Latas flutuantes: EUA completarão sua Marinha com navios velhos
    Submarino Kazan: o pior pesadelo da Marinha dos EUA
    Opinião: Marinha dos EUA se arma contra Rússia e China
    Tags:
    destróier, Marinha dos EUA, Pearl Harbor, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik