13:54 19 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Porta-aviões russo Admiral Kuznetsov durante missão

    Como será o novo porta-aviões russo?

    © Sputnik/ Sergey Eshenko
    Defesa
    URL curta
    137248341

    O Centro de Pesquisa Estatal Krylov está trabalhando na criação de um novo porta-aviões que irá superar os navios do projeto 23000 Shtorm mas que, ao mesmo tempo, tem um custo três vezes menor, comunica a edição russa Zvezda.

    Segundo declarou à Zvezda Vladimir Pepelyaev, do Centro Krylov, a empresa está pronta para apresentar o seu projeto final, destinado à Marinha da Rússia. De acordo com a informação divulgada pela mídia russa, o novo porta-aviões, juntamente com as aeronaves embarcadas, terá um custo de cerca de 350 bilhões de rublos (R$ 19 bilhões).

    Navio russo efetua lançamento de mísseis de cruzeiro
    © Foto: Serviço de imprensa da frota do Pacífico
    Por sua vez, o vice-almirante da Marinha da Rússia, Victor Bursuk, afirmou que o projeto foi incluído no programa de armamento para o ano de 2025. Atualmente, os engenheiros da empresa, juntamente com especialistas da Marinha, estão trabalhando em melhorar as características técnicas do navio. Quais são elas?

    Ao contrário dos navios de projetos anteriores, o novo porta-aviões será dotado de uma central elétrica de turbinas, com quatro unidades. Os porta-aviões construídos durante a época da União Soviética eram equipados apenas com geradores a vapor. O navio será capaz de atingir uma velocidade máxima de 46 quilômetros por hora, o que será suficiente para garantir as operações de descolagem e aterrissagem dos aviões Su-27K e MiG-29K.

    Atualmente, o único navio russo capaz de transportar aeronaves embarcadas é o Admiral Kuznetsov. Este porta-aviões, de 55.000 toneladas, participa ativamente das operações russas de combate ao terrorismo na Síria. No entanto, devido à necessidade de reduzir custos, a Marinha russa pode optar por um navio mais econômico. Neste caso, um porta-aviões mais leve equipado com turbinas a gás é uma ótima opção.

    No que diz respeito ao projeto do porta-aviões polivalente 23000E Shtorm, apresentado ao público durante o VII Salão Naval Internacional de São Petersburgo, seria prematuro dizer que falhou.

    De acordo com dados oficiais, os porta-aviões Shtorm têm como objetivo levar a cabo operações militares navais, bem como atacar alvos terrestres e marítimos. Além disso, serão capazes de garantir a segurança das tropas de desembarque e protegê-las de possíveis ataques aéreos por parte do inimigo.

    O navio de até 100.000 toneladas, com 330 metros de comprimento e 40 de largura terá uma velocidade máxima de 55 km/h e uma autonomia de 120 dias. Sua tripulação será de cerca de 5.000 homens e poderá transportar até 90 aeronaves, em particular, aviões MiG-29/KUB e caças de quinta geração PAK FA. Quanto à possível vida útil do Shtorm, esta poderá atingir 50 anos.

    No entanto, alguns especialistas militares dizem que este enorme navio corre o risco de se tornar um alvo perfeito para os mísseis antinavio. Por sua parte, Vladimir Pepelyaev explicou à Zvezda que é possível evitar este tipo de ataques com a formação de uma unidade naval equipada com complexos de defesa antimíssil S-400 e S-500. Além disso, o porta-aviões pode ser protegido por cruzadores equipados com os sistemas de médio alcance Buk ou S-350 Vityaz.

    Mais:

    Os helicópteros que velam pela calma do Admiral Kuznetsov (VÍDEO)
    Por que OTAN 'gastou à vontade' para escoltar Admiral Kuznetsov?
    Mais de 50 navios da OTAN escoltaram porta-aviões russo Admiral Kuznetsov
    Tags:
    porta-aviões, Admiral Kuznetsov, Marinha da Rússia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik