02:59 24 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Defesa
    URL curta
    506
    Nos siga no

    Em 2022, os EUA fornecerão sistemas Patriot à Polônia, informou o ministro da Defesa polonês, Antoni Macierewicz, durante uma coletiva de imprensa em Varsóvia.

    O Ministério da Segurança Nacional polonês e o Departamento de Defesa norte-americano celebraram um acordo sobre as entregas de sistemas antiaéreos Patriot a Varsóvia. A assinatura do documento se deu na quinta-feira (6), no decorrer da visita do presidente Donald Trump à Polônia.

    "As primeiras entregas terão lugar em 2022", afirmou Macierewicz.

    O documento também destaca que o prazo de "prontidão operacional" dos complexos está marcado para o ano de 2023.

    O titular da pasta polonês frisou que há pouco a Polônia escolheu o consórcio americano Lockheed Martin para as entregas dos sistemas de mísseis de longo alcance Homar.

    "A partir de agora, isto garante a segurança perante qualquer inimigo que possa ameaçar a Polônia", afirmou Macierewicz, sublinhando que os mísseis Patriot permitirão à Polônia "opor uma resistência eficiente aos sistemas russos Iskander".

    O especialista russo e editor-chefe da revista Natsionalnaya Oborona, Igor Korotchenko, afirmou que tal instalação não muda significativamente o equilíbrio de forças na região.

    "A compra dos complexos Patriot pela Polônia é um assunto interno deste país, tomando em conta que estes complexos não violam o equilíbrio estratégico de forças e não influem de alguma maneira no funcionamento das Forças Nucleares Estratégicas russas. Neste caso, se trata do aumento das capacidades da Polônia no campo da defesa antiaérea. Os Patriot não representam uma ameaça, tal como os sistemas russos S-400 na região de Kaliningrado não ameaçam os países vizinhos", afirmou.

    Outro analista, o editor-chefe da revista Arsenal Otechestva, Viktor Murakhovsky, também não duvida que os complexos são "inofensivos" para a Rússia. De acordo com ele, estes equipamentos não se podem comparar com o moderno sistema russo S-400.

    "Para a Rússia, este sistema não representa uma ameaça. É preciso entender que ele, apesar de várias etapas de modernização, tem toda uma série de desvantagens.

    Segundo, é, de qualquer modo, um sistema de tipo defensivo que não é capaz de usar quaisquer tipos de mísseis de ataque. Comparando com o sistema russo S-400, o Patriot cede em toda uma série de parâmetros, em particular, na capacidade de combater os mísseis balísticos de alta precisão, bem como na mobilidade", sublinhou.

    Mais:

    Sistemas americanos Patriot na Polônia: o 'amor fraterno' não é gratuito
    Tensões no Báltico: OTAN cometeu 'erro perigoso' tentando pressionar Rússia
    Caça da OTAN tenta se aproximar do avião do ministro da Defesa russo no Báltico (VÍDEO)
    Tags:
    sistema de defesa antiaéreo, Patriot, S-400, OTAN, Donald Trump, Polônia, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar