21:35 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Efetivos da Marinha de Israel durante treinamentos, foto de arquivo

    Israel prepara contêiner marítimo com surpresa para seus adversários (VÍDEO)

    © AP Photo / Ariel Schalit
    Defesa
    URL curta
    47138

    Os militares israelenses lançaram um míssil balístico a partir de contêiner, transportado clandestinamente na coberta de um navio de carga.

    O gigante da indústria militar israelense IAI (Israel Aerospace Industries) realizou um teste bem sucedido um míssil balístico de curto alcance que cabe em um simples contentor de transporte marítimo. O sistema, conhecido por sua sigla LORA, existe na versão terra-terra mas o consórcio desenvolveu uma modificação naval.

    "Esse foi um dos ensaios mais complexos que temos tido nos últimos anos e marcou um avanço tecnológico para IAI nas atividades de desenvolvimento de mísseis", disse o vice-presidente executivo do consórcio, Boaz Levi, citado pelo site DefesaNet.

    Ele explicou que, pela primeira vez, o teste seguiu um "esquema operacional completo". Isso permitiu avaliar tanto a capacidade de manobra do sistema como a precisão do ataque.

    O LORA tem um alcance máximo de 400 quilômetros e garante uma precisão de ataque de 10 metros. A característica mais notável deste sistema é que não apenas o míssil, mas o resto dos componentes, também se encaixam em contêineres. Para além disso, a implantação, desde a ordem até o disparo, ocupa menos de 10 minutos.

    Potencialmente, esta tecnologia pode converter qualquer embarcação de carga em uma plataforma de ataque múltiplo com mísseis balísticos. O barco invasor pode se aproximar da costa ou até mesmo amarrar em um porto civil, preparar clandestinamente o ataque e abrir fogo quando o inimigo nem sequer espera.

    Mais:

    Força Aérea de Israel atacou Frente al-Nusra e não tropas sírias
    Hezbollah ameaça Israel com 'milhares de combatentes' de outros países
    Saiba o segredo do domínio aéreo de Israel no Oriente Médio
    Tags:
    míssil balístico, Marinha de Israel, Israel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar