08:46 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Ural 4320, caminhão soviético, foto de arquivo

    A arma mais inesperada da indústria militar da União Soviética (FOTO)

    © Sputnik/ V. Veselovsky
    Defesa
    URL curta
    167945322

    Quando a União Soviética criou seus primeiros sistemas de mísseis potentes surgiu o problema do seu transporte. As fábricas de automóveis e gabinetes de projetos do país começaram então a criar veículos especiais capazes de transportar essas armas de grande dimensão.

    Esta era uma tarefa muito difícil, já que se supunha que os novos veículos estariam aptos para passar por caminhos intransitáveis e pântanos. A edição Svobodnaya Pressa conta a história da criação dos trens fora de estrada para os mísseis soviéticos.

    Os primeiros passos

    O criador dos primeiros trens fora de estrada foi o engenheiro Boris Fitterman. Em seus livros, ele escreveu que a ideia deste tipo de veículo apareceu durante a Grande Guerra pela Pátria (como é conhecida na Rússia a parte da sua participação na Segunda Guerra Mundial). Na altura os soldados tentaram passar por caminhos intransitáveis ligando dois caminhões entre si.

    ​Nesse momento, Fitterman entendeu que seria possível criar um reboque de tração total, cujas rodas seriam impulsionadas pelo motor do caminhão-trator. Deve-se notar que este tipo de sistemas não existia no estrangeiro, pelo que todas as obras de desenvolvimento eram classificadas.

    Modelos piloto

    Durante os anos 50, a fábrica de Gorky produziu o primeiro protótipo fora de estrada, no entanto, este modelo mostrou a sua ineficiência durante a fase de testes. Acabou por ser um veículo muito frágil e incapaz de superar as condições difíceis, tais como se mover por um campo coberto de neve ou por estradas intransitáveis. A segunda tentativa de criar um transporte deste tipo ocorreu em 1961, mas este também tinha algumas imperfeições.

    Entretanto, o engenheiro soviético Bazilenko, do Instituto de Estudos de Caminhões-Tratores sobre Rodas e Lagartas, estava idealizando um trem fora de estrada ativo. No entanto, este era um trem sobre rodas muito especial destinado a transportar artilharia.

    Este veículo foi criado para levar um canhão SD-44 de calibre 85 mm. O caminhão-trator era equipado com uma caixa de transferência e um motor de tração adicional.
    Bazilenko também protagonizou o projeto do primeiro trem equipado com o sistema de propulsão elétrica das rodas de direção. Apenas um ano depois, foi criada a versão deste veículo com sistema de comando hidráulico.

    Os avanços dos anos 60

    Durante os anos 60, já havia vários gabinetes de projetos que tratavam de criar um novo trem fora de estrada para mísseis. A fábrica moscovita ZIL elaborou o projeto do ZIL-157 dotado de um sistema hidráulico de tração de semirreboques.

    Além disso, trabalhos semelhantes decorriam na capital da Bielorrússia, Minsk. O seu MAZ-502, que incluía um semirreboque, foi lançado quase ao mesmo tempo que o ZIL-137.

    O Ministério da Defesa soviético ordenou também à fábrica de caminhões UralAZ para criar sua versão de trem fora de estrada para mísseis. O resultado deste trabalho foi o Ural-380 equipado com o semirreboque Ural-862 e um motor a gasolina com 180 cavalos de potência.

    Tags:
    mísseis, caminhão-tanque, caminhão, Segunda Guerra Mundial, União Soviética
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik