22:52 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    F-15 da Força Aérea dos EUA (arquivo)

    Isso se chama de crise? Qatar compra caças F-15 aos EUA no valor de US$ 12 bilhões

    © Sputnik / Denisov Anton
    Defesa
    URL curta
    60916

    O Qatar celebrou um acordo com os americanos de compra de caças F-15 no valor total de 12 bilhões de dólares, apesar das acusações contra Doha expressas há pouco pelo presidente dos EUA, Donald Trump, relativamente ao apoio do terrorismo, comunica a agência Reuters, citando o Ministério da Defesa qatarense.

    Segundo informaram as fontes, o encontro entre o chefe do Pentágono, James Mattis, e representantes qatarenses a fim de assinar o respectivo contrato deverá se realizar nesta quarta-feira (14), afirma a Reuters. Já de acordo com as informações da Bloomberg, trata-se de 36 caças.

    Caças americanos F-15
    © Foto : US Air Force/Elizabeth Rissmiller
    Em novembro de 2016 foi revelado que o Departamento de Estado dos EUA aprovou a venda ao Qatar de 72 caças de 4ª geração F-15QA no valor total de 21,1 bilhões de dólares.

    Na sexta-feira passada (9), o presidente americano, Donald Trump, acusou o Qatar de financiar o terrorismo e afirmou que chegou a hora de por fim a esta prática.

    No início deste mês, a Arábia Saudita, os Emirados Árabes Unidos e o Egito romperam as relações diplomáticas com Doha e suspenderam todos os tipos de comunicação com o Qatar, acusando-o de apoiar o terrorismo e intervir nos assuntos internos dos países. Já depois, a Mauritânia, as Maldivas e o Maurício também anunciaram a ruptura dos laços diplomáticos com o governo qatarense. A Jordânia e o Djibuti, por sua vez, baixaram o nível das suas missões diplomáticas no Qatar, enquanto o Senegal, o Níger e o Chade retiraram seus embaixadores.

    Mais:

    Que outro instrumento de pressão sobre Qatar irão inventar EUA e EAU?
    Ancara e Doha já preparam o deslocamento das tropas turcas para Qatar
    Há males que vêm por bem: сrise do Qatar pode ser favorável a certos países
    Tags:
    acordo comercial, importações, acordo, F-15, James Mattis, Donald Trump, Qatar, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik